Um livro pra chamar de seu.

Sucesso da Amazon em diversos idiomas, "ECNDA" já está em versão física em português.

Crítica: Angrys Birds - O Filme

Fofos e raivosos. Confira nossa crítica.

Papo de Nerd!.

Está curioso pra saber o que o nosso autor J.A. Marcos escreveu essa semana na sua coluna? Da uma olhada.

Além do céu

Confira o super lançamento da nossa série literária. Cap. I - Hóspedes

sexta-feira, 19 de janeiro de 2018

Livro infantil de Star Wars mostrará amizade de Chewbacca com os Porgs

Chewie and the Porgs, obra do premiado escritor Kevin Shinick com desenhos de Fiona Hsieh é um livro infantil todinho feito para a ligação do Chewbacca com os porgs de Star Wars: Os Últimos Jedi.

A publicação mostra o Wookie ao lados nas novas criaturas em uma pequena aventura na ilha Ahch-To, onde Rey encontra Luke Skywalker no novo filme.
O livro está à venda nos EUA e ainda não há previsão para tradução em português.

Heathers: trailer para maiores de idade da nova série baseada no filme cult

O rebatizado canal Paramount Network divulgou o primeiro trailer e a data de estreia da série Heathers.
Baseado no filme cult Atração Mortal de 1988, Heathers acompanha Veronica Sawyer (Grace Victoria Cox) e seu trio de seguidores (interpretados por Melanie Field, Brendan Scannell e Jasmine Matthews) apavorando a escola Westerburg High.
A série estreia no dia 7 de março nos Estados Unidos.
Confira o trailer da nova série.
Ficou curioso(a) para conferir Heathers? 

For the People: conheça a nova série produzida por Shonda Rhimes

A rede americana ABC divulgou trailer e fotos de sua nova série, For the People, da produtora Shondaland.
O drama de tribunal segue novos advogados que trabalham em lados opostos – tanto para a defesa quanto para a acusação – no Distrito do Sul de Nova York, que lidam com os casos mais arriscados do país, enquanto suas vidas pessoais se cruzam.
No elenco estão: Britt Robertson como Sandra Bell, Jasmin Savoy Brown como Allison Adams, Ben Rappaport como Seth Oliver, Susannah Flood como Kate Littlejohn, Wesam Keesh como Jay Simmons, Regé-Jean Page como Leonard Knox, Ben Shenkman como Roger Gunn, Hope Davis como Jill Carlan, Vondie Curtis-Hall como o juiz Nicholas Byrne e Anna Deavere Smith como Tina Krissman.
O programa foi criado por Paul William Davies e conta com Shonda Rhimes, Betsy Beers e Tom Verica como produtores executivos.
Confira trailer e fotos da nova série.
Fonte das imagens: Divulgação/ABC
For the People estreia no dia 13 de março pela ABC nos Estados Unidos.

Lucifer: 2ª temporada estreia no Canal Universal e ganha data na Netflix Brasil

Fãs de Lucifer que esperam assistir à segunda temporada na TV brasileira têm motivos para comemorar – o programa finalmente retorna com novos episódios através do Canal Universal e também da Netflix.
O segundo ano da série estreia primeiramente pelo Canal Universal, na TV por assinatura brasileira, no próximo dia 24 de janeiro com a transmissão de dois episódios.
Já a Netflix Brasil agendou o lançamento dos episódios da segunda temporada de Lucifer para o dia 18 de março em seu serviço de streaming.
Segunda temporada de Lucifer estreia no Canal Universal e ganha data na Netflix Brasil. Fonte da imagem: Divulgação/FOX
Vale lembrar que a série está atualmente em exibição de seu terceiro ano pelo canal FOX nos Estados Unidos.

Manto e Adaga: nova série da Marvel ganha primeiro vídeo e data de estreia

O canal americano Freeform divulgou o primeiro vídeo e definiu uma data de estreia para a série Marvel’s Cloak and Dagger, sobre os heróis Manto e Adaga.
A série apresenta os personagens Tyrone Johnson e Tandy Bowen, a dupla Manto e Adaga, enquanto eles descobrem seus poderes recém adquiridos, ao mesmo tempo em que se apaixonam um pelo outro.
Manto é capaz de se teletransportar através da "dimensão da escuridão", mas também pode deixar os inimigos presos em outro mundo. Adaga tem a capacidade de criar punhais de luz com sua mente. Seus punhais podem tanto drenar a vida de seus alvos quanto curá-los.
Confira o primeiro vídeo apresentando a série.
Marvel’s Cloak and Dagger estreia no dia 7 de junho pela Freeform nos Estados Unidos.

Kristen Wiig vai estrelar nova série de comédia da Apple

A atriz Kristen Wiig, conhecida pelo filme Missão Madrinha de Casamento, será a protagonista de uma nova série de comédia produzida pela Apple.
O programa, ainda sem título, é inspirado na coleção de contos “You Think It, I’ll Say It”, de Curtis Sittenfeld, e recebeu a encomenda para a produção de 10 episódios iniciais com 30 minutos de duração.
A comédia foi criada por Colleen McGuinness (30 Rock), que servirá também como showrunner. Ela produzirá a série ao lado de Lauren Neustadter, da atriz Reese Witherspoon e da própria Kristen Wiig.
Kristen Wiig vai estrelar nova série de comédia da Apple. Fonte da imagem: Reprodução/IMDb
Vale dizer que este é o terceiro projeto de Witherspoon com a Apple. A atriz vai estrelar e produzir também uma série junto com sua amiga Jennifer Aniston.

Strange Angel: série sobre foguetes e ciências ocultas escala atores

A série Strange Angel da CBS All Access escalou os atores Jack Reynor (Transformers: A Era da ExtinçãoSing Street) e Rupert Friend (Homeland) nos papéis principais.
Jack Reynor ficou com o papel principal, dando vida ao personagem da vida real Jack Parsons, um trabalhador brilhante e ambicioso da Los Angeles de 1930, que começou como zelador de uma fábrica de produtos químicos, mas teve sonhos fantásticos que levaram à pesquisa de propulsão e lançamento de foguetes espaciais.
Ao longo do caminho, no entanto, Parsons se envolveu em um mundo misterioso que incluiu rituais de magia sexual, eventualmente tornando-se um discípulo do ocultista Aleister Crowley.
O ator Rupert Friend interpretará Ernest Donovan, o enigmático vizinho de Parsons, que se torna o guia do jovem cientista nos círculos mais sombrios da época.
Jack Reynor e Rupert Friend vão estrelar Strange Angel, da CBS All Access. Fonte das imagens: Reprodução/IMDb
E aí, ficou curioso(a) para conhecer a nova série Strange Angel? 

8 famosos explicam como escolheram seus nomes artísticos

Não tem jeito: se você se tornar famoso, não tem como evitar todos acabem sabendo seu nome em algum momento. Por um lado, isso pode ser ótimo, mas já pensou no problema enorme que seria para conseguir realizar uma simples compra no mercado ou se hospedar em algum hotel? Para evitar situações desconfortáveis ou simplesmente ter um pouco de privacidade, diversos famosos adotaram nomes diferentes dos seus nomes reais. Confira:

Emma Stone

O nome dessa atriz é, na verdade, Emily Stone. Porém, quando ela começou a trabalhar em Hollywood, descobriu que já tinha outra atriz trabalhando utilizando este nome. Para evitar problemas, ela adotou o nome "Riley Stone" aos 16 anos, mas nem assim deu certo, já que a atriz não se identificava com o nome e não atendia quando a chamavam assim. Então, acabou ficando com "Emma" mesmo.

Kit Harington

Pasme: o nome de um dos atores mais queridos de Game of Thrones não é "Kit Harington", e sim "Christopher Catesby Harington". Para deixar tudo mais engraçado, ele achou que realmente se chamava "Kit" até seus 11 anos, e só descobriu que este não era seu nome quando uma professora escola o chamou de Christopher. Sabe de nada, Jon Snow!

Brie Larson

Aqui, temos um nome bem incomum: Brianne Sidonie Desaulniers. Brie Larson decidiu mudar seu nome porque achava que seu nome real era muito difícil de pronunciar - e, sejamos sinceros, a mudança foi bem compreensível, né? A ideia de usar o nome "Larson" veio da cantora favorita dela do programa American Girl, chamada Kirsten Larson.

Natalie Portman

A atriz de Cisne Negro se tornou conhecida com o nome "Portman" sendo que, na verdade, ela se chama Natalie Hershlag, por ser de descendência judaica. Porém, Natalie decidiu adotar "Portman" por ser o nome de sua avó, de modo que ajudaria também a preservar sua identidade real quando criança, fazendo com que ela tivesse um pouco mais de privacidade.

Lady Gaga

Lady Gaga se chama, na verdade, "Stefani Joanne Angelina Germanotta". Mas de onde veio a ideia para "Gaga?" Ela e seu produtor começaram a utilizar este nome como uma homenagem a uma música do Queen, chamada Radio Gaga. Já "Lady" foi um nome que veio do corretor automático, uma vez que o produtor foi enviar uma mensagem e o celular dele mudou "Radio" para "Lady". Nem precisamos dizer que o nome pegou, né?

Justin Bieber

Pois é, não são apenas atores que utilizam outros nomes quando precisam. Tudo indica que o cantor Justin Bieber é um grande fã de Friends, já que ele já se hospedou em hotéis utilizando o nome "Chander Bing". Aliás, foi o próprio Matthew Perry que entregou a "identidade secreta" do cantor, durante um episódio do programa Ellen Degeneres. Será que foi por isso que não ficamos mais sabendo de Bieber utilizando o nome de Chandler para se hospedar?

John Legend

O nome deste cantor é um dos mais legais, mas precisamos ser sinceros: o sobrenome "Legend" não é de verdade. O nome real de John Legend é, na verdade, "John Roger Stephens", que ele acabou mudando por indicação de um amigo - que achou que aquele nome parecia lendário demais. E, bom, digamos que ele levou o conselho bem a sério, né? Se é para ter "Lenda" no nome, é bom que ele o faça valer!

Vin Diesel

Quem conhece este ator de algum filme de ação não deve imaginar que o nome real dele é Mark Sinclair. Segundo o próprio Vin Diesel, ele adotou o nome "Vin Diesel" quando ainda estava na adolescência, por sugestão de um amigo, que dizia que ele estava sempre cheio de energia. No fim, o nome pegou mesmo!
Esse texto foi escrito por Danielle Cassita via n-Experts.

Britannia: trailer e imagens da nova série épica comparada a Game of Thrones

A Sky Atlantic lança nesta quinta-feira (18) na Europa a série Britannia, superprodução realizada em parceria com a americana Amazon.
Na trama, o exército imperial romano invade Britannia, uma terra governada por mulheres guerreiras e druidas poderosas que podem canalizar as forças do submundo.
No elenco estão David Morrissey (The Walking Dead) como Aulus Plautius, Kelly Reilly (Orgulho e PreconceitoTrue Detective) como Kerra, Ian McDiarmid (Star Wars) como o Rei Pellenor e Mackenzie Crook (Game of Thrones) como o druida celta Veran.
Confira abaixo trailer e fotos da produção.
Fonte das imagens: Divulgação/Sky Atlantic
Todos os 9 episódios da primeira temporada serão lançados nesta quinta-feira, dia 18 de janeiro, pela Sky Atlantic, no dia 26 de janeiro pelo Amazon Prime Video.

Shadowhunters: mãe de todos os demônios no primeiro trailer da 3ª temporada

O canal americano Freeform divulgou o primeiro trailer promocional da terceira temporada de Shadowhunters.
O programa retorna à programação da TV norte-americana no dia 20 de março, e chega no dia seguinte à Netflix Brasil.
Confira o trailer da nova temporada.
E você, está esperando a terceira temporada de Shadowhunters?

quinta-feira, 18 de janeiro de 2018

Devilman Crybaby revitaliza clássico japonês que questiona a humanidade

A Netflix tem investido massivamente em animes nos últimos anos, criando conteúdo para histórias novas ou revitalizando enredos já conhecidos do público — caso em que se encaixa Devilman Crybaby. A versão da plataforma de streaming para a animação dos anos 70 mantém sua premissa de demônios infiltrados na sociedade e a luta de Akira Fudo, que possui os poderes do demoníaco Amon, para tentar manter a humanidade em paz, mas também apresenta novas situações que refletem os dias atuais.
Nas mãos do diretor Masaaki Yuasa e com roteiro de Ichiro Okouchi, Devilman Crybaby foge muito do que o público brasileiro de anime está acostumado se levarmos em conta as animações que mais ficaram populares no país, principalmente na época da saudosa Manchete. Por mais que mantenha a classificação de shonen, história que acompanha a evolução de um jovem garoto dentro daquele universo, a adaptação da Netflix não se limita aos problemas desse gênero e, ainda, amplia seu repertório enfatizando algumas personagens femininas.
Assim como nas versões anteriores para televisão, filme ou até mesmo no mangá original de Go Nagai, a trama do protagonista Akira é repleta de conteúdo gráfico, configurando todas as versões como conteúdo para adulto. Devilman Crybabydemonstra isso desde o seu episódio de abertura. Há cenas de sexo, drogas e muito sangue. Entretanto, em poucas situações isso soa como apelação ou uso gratuito de algo que vai chocar o espectador; fica claro que há uma função narrativa para isso.
Ao mesmo tempo que existe esse conteúdo gráfico transbordando pela tela, o roteiro traz temas em seu subtexto que são corroborativos com aquilo e, assim, dá espaço para possíveis discussões. Profanidade versus inocência, inveja, necessidade de sentir-se popular, xenofobia, política internacional, abuso sexual, redes sociais, preconceito, religião etc. Todos esses temas têm um espaço importante, seja para compor as reações dos eventos da trama ou criar personalidade de vários personagens. Isso dá mais credibilidade ao que foi a construção desse mundo e também mostra a competência de ajustar um clássico para os dias atuais.
Um desses aprimoramentos para a atualidade é um grupo de jovens que cantam rap. Eles trazem um aspecto novo ao anime e, ao mesmo tempo, servem como recurso explicativo de algumas críticas sociais que a trama possui, já que esse estilo musical é popularmente conhecido por tal abordagem. Tanto as músicas apresentadas por esses personagens quanto as outras que compõem a trilha sonora são assertivas, seja para reverberar os elementos psicodélicos nas festas que são mostradas ou para dar peso dramático, algo que as animações japonesas tendem a fazer muito bem.
O drama que a narrativa constrói consegue ser desolador em vários momentos, já que o roteiro faz com que o espectador nutra empatia por aqueles personagens ou considere algumas mortes trágicas demais para não se comover com aquilo. Em um dos episódios, os criadores entendem como aquilo é um momento sofrido e, assim, bolam uma cena pós-créditos que enfatiza essa tristeza.
A estética visual de Devilman Crybaby é compatível com a sua narrativa: tem traços mais limpos, claros e humanos quando a calmaria é o que predomina na história. Quando o caos se instala, ganha um tom grotesco e escuro. Mesmo assim, não é uma animação primorosa como outras de hoje em dia, como One Punch Man, mas ainda assim consegue entregar bem o seu propósito, mesmo que pareça preguiçosa em determinadas situações.
A versão da Netflix é uma adaptação bastante respeitosa às produções anteriores de Devilman, o que vai gerar até algumas referências, mas traz mudanças em pequenas estruturas da história, principalmente transformando o Akira Fudo em uma pessoa muito emotiva e dando ao coprotagonista Ryo uma personalidade mais ardilosa.
Devilman Crybaby é um anime adulto que a princípio parece comum e sem algo novo, mas consegue adaptar uma obra dos anos 70 com excelência para os dias atuais, trazer novas abordagens questionando a sociedade e criar um sentimento aflitivo ao espectador com situações impactantes. Não há pudor na trama, seja para criar cenas com conteúdo explicito, tocar em assuntos polêmicos ou na violência que ganha presença durante os 10 episódios, mas é necessário estar preparado para algo que pode soar perturbador e doentio durante o processo de compreender o conceito da obra.
Este texto foi escrito por Gustavo Rodrigues via n-Experts.

The Tick: Amazon renova série de super-herói para 2ª temporada

O Amazon Prime Video anunciou a renovação de sua série original The Tick para a segunda temporada.
A série gira em torno do poderoso, mas frequentemente sem noção, The Tick, interpretado por Peter Serefinowicz. A trama se passa em um mundo onde os super-heróis são conhecidos, mas os super-vilões são considerados do passado – isso até The Terror (interpretado por Jackie Earle Haley), que há muito tempo era dado como morto, reaparecer.
A produção da nova temporada deve começar no final deste ano para uma estreia no serviço de streaming da Amazon em 2019.
The Tick é renovada para 2ª temporada. Fonte da imagem: Divulgação/Amazon
Vale lembrar que os novos episódios do primeiro ano da série chegam ao Amazon Prime Video no próximo dia 23 de fevereiro.

The Shannara Chronicles procura novo lar após cancelamento pelo Spike na 2ª temporada

A série The Shannara Chronicles está procurando uma nova emissora para permanecer no ar.
O programa foi cancelado pelo canal Spike (que passa por um processo de reestruturação) e não tem um contrato de produção para o terceiro ano.
A trajetória de The Shannara Chronicles nas telinhas foi bastante complicada. A série estreou sua primeira temporada na MTV norte-americana, fazendo grande sucesso junto ao público. A emissora, no entanto, deixou de focar em séries roteirizados, o que levou o programa para o canal Spike.
Agora, é a vez do Spike mudar sua marca, passando a se chamar Paramount Network nos Estados Unidos. O canal optou, no entanto, em não dar continuidade ao programa em sua nova grade.

Gostou de La Casa de Papel? Netflix anuncia data para 2ª parte da série

Resultado de imagem para la casa de papel
A série espanhola La Casa de Papel estreou este mês na Netflix Brasil e já se tornou um grande sucesso junto aos assinantes.
Rapidamente, o serviço de streaming anunciou quando os episódios da segunda parte chegarão à plataforma - dia 6 de abril!
Confira o anúncio da Netflix Brasil sobre La Casa de Papel.
Na série, oito ladrões se trancam com reféns na Casa da Moeda da Espanha com o objetivo de realizar o maior roubo da história.

Jovens Titãs: Seamus Dever, de Castle, entra para o elenco da série de heróis da DC

O ator Seamus Dever, conhecido por interpretar o detetive Kevin Ryan nas oito temporadas de Castle, conquistou um papel recorrente – mas não revelado – na série Titans (dos Jovens Titãs).
O programa, previsto para estrear ainda em 2018, será o título inaugural de um novo serviço digital de streaming com venda direta ao consumidor da marca DC.
Titans acompanha um grupo de jovens e futuros super-heróis do universo DC. Na série, Dick Grayson (Brenton Thwaites) surge das sombras para se tornar o líder de uma equipe destemida de novos heróis que inclui Estelar (Anna Diop), Raven (Teagan Croft), Rapina (Alan Ritchson), Columba (Minka Kelly), Mutano/Rapaz-Fera (Ryan Potter), entre outros.
Seamus Dever, de Castle, entra para o elenco de Titans. Fonte da imagem: Reprodução/IMDb