quarta-feira, 10 de agosto de 2016

Esquadrão Suicida: diretor revela quem foi o verdadeiro assassino de Robin

Depois das especulações sobre o papel da Arlequina na morte do Robin Jason Todd no universo cinemático da DC, o diretor de Esquadrão Suicida deu fim às teorias e anunciou quem foi o verdadeiro responsável pelo assassinato.
Sem nenhuma surpresa, David Ayer revelou que foi mesmo o Coringa quem deu fim ao garoto prodígio do Batman.
Fonte da imagem: Divulgação/Warner Bros. Pictures
Desde o lançamento de Batman vs Superman, os fãs têm questionado o que terá acontecido ao Robin. No longa, vimos a armadura do Robin – pichada com risos do Coringa – em exposição nas instalações do Morcego, sugerindo que o personagem havia sido morto pelo Palhaço do Crime (como ocorre na HQ Morte em Família).
Porém, com o lançamento do filme Esquadrão Suicida, uma nova teoria surgiu com base em uma informação revelada sobre a Arlequina – de que ela terá contribuído na morte do Robin.
Ao informar que foi mesmo o Coringa quem matou Todd, Ayer encerra de vez as dúvidas e as especulações dos fãs. O diretor contou também que, após o assassinato, o Batman basicamente quebrou os dentes do Palhaço do Crime e o jogou no Asilo Arkham.
Foi na prisão que o Coringa teria feito a tatuagem de “estragado” (damaged) na testa; como uma forma de dizer que ele “era bonito antes, mas o Batman estragou sua cara”, explicou Ayer sobre a história pregressa criada para os personagens.
Fonte da imagem: Divulgação/Warner Bros. Pictures
Ainda não se sabe se a história do Batman, do Robin Jason Todd e do Coringa será explorada no futuro pelo universo cinemático da DC – seja na forma de flashbacks dentro de outros filmes ou como uma prequel própria.
Há rumores de que o longa do Homem-Morcego venha a explorar o ressurgimento de Jason Todd como o Capuz Vermelho e tentando incriminar o Batman pelos seus crimes (uma adaptação de Batman: Under the Hood). Porém, boatos mais recentes da produção indicam que veremos Batman lutando contra criminosos no Asilo Arkham.

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário