sexta-feira, 26 de agosto de 2016

Produtor discute 2ª temporada de Supergirl: Superman, Miss Marte, Mon-El e mais!

A segunda temporada de Supergirl continuará a acompanhar Kara em sua luta para proteger o planeta de ameaças iminentes, dessa vez tendo a ajuda de ninguém menos do que seu primo famoso, o Superman.
Fonte da imagem: Divulgação/CW
Em entrevista ao Collider, o produtor-executivo da atração, Andrew Kreisberg, deu mais detalhes a respeito do que poderemos esperar deste novo ciclo da atração da heroína, o primeiro na nova casa — a CW. Listamos abaixo as melhores informações fornecidas por ele:

Personagens: J’onn e Miss Marte, carreira de Winn

Enquanto a primeira temporada apresentou os personagens, a segunda promete mergulhar mais fundo nas narrativas de cada um deles e ter “mais introspecção, vê-los crescer e aprender”.
A série está mais com “a cara das HQs” devido à apresentação de Superman e de outras características que serão mostradas, “mas também está mais rica por causa de alguns dos personagens e o que eles irão explorar neste ano”, afirma Kreisberg.
Um dos personagens cuja narrativa será aprofundada neste novo ano é J’onn Jonzz: “parte da razão de trazermos a Miss Marte à trama é dar a J’onn sua história neste ano, sua própria caminhada emocional ao conhecê-la e firmar essa ligação ao seu mundo, algo que ele nunca achou que teria novamente”.
Fonte da imagem: Divulgação/CW
Vale relembrar que ele vive na Terra há 300 anos e se isolou por boa parte deste período. “Ano passado, com sua relação com Alex e Kara, ele começou a sair de sua zona de conforto e teve menos medo de revelar quem realmente era. Então, com sua interação com M’gann, ele terá outra pessoa com quem compartilhar sua experiência marciana”.
Enquanto isso, Kreisberg revela que Winn vai se juntar ao DEO, o que permitirá a ele mostrar seu lado esperto, inteligente e que pensa “fora da caixa”. Enquanto Alex e J’onn contam com o lado militar mais aflorado para resolver as situações, Winn usará seus momentos cômicos e referências do mundo Pop para lidar com as coisas.

Carreira e liderança

A respeito de Kara, o produtor afirma que, na temporada inicial, a Supergirl era “mais uma agente” na DEO. No entanto, neste novo ciclo era começar ocupar o papel de liderança.
Fonte da imagem: Divulgação/CW
Kara não será mais a assistente de Cat. “O que ela decide fazer na CatCo será uma grande e empolgante mudança. Ela flexiona os músculos para bater em alienígenas, e agora também terá flexionar músculos de sua carreira, como uma jovem com um pouco de autoridade e autonomia”.
Ainda assim, Calista Flockhart aparecerá nos dois primeiros episódios do novo ciclo e, afirma Kreisberg, “estamos conversando sobre ela aparecer em mais”.
Ao mesmo tempo, Kara terá que lidar com seu novo chefe. Snapper Carr (papel de Ian Gomez). “Kara passou dois anos da sua vida aprendendo a lidar com as idiossincrasias, as manias, o temperamento e os sinais confusos de Cat e, quando ela finalmente aprendeu, é apresentada a um chefe que é muito diferente e que não ficará tão impressionado por sua energia como Cat sempre ficou (por mais que não admitisse)”.

Mon-El e o crescimento de Kara

Kreisberg confirma que Christopher Wood dará vida a Mon-El, mas não quis revelar muito a respeito da narrativa do personagem. No entanto, ele afirma que Kara ocupará uma espécie de papel de mentora para Mon-El. “Viver em outro planeta aconteceu ontem e, de repente, ele está na Terra e tudo que conheceu foi perdido. Kara também passou por isso, mas teve 12 anos para processar a situação, enquanto ele está sofrendo com isso”.
Kara diz: “Eu fui enviada à Terra não para ser uma heroína. Eu não vim pra cá para ser a Supergirl, mas sim para proteger Clark e tomar conta dele. Agora, de maneira esquisita, com Mon-El aqui, posso cumprir minha verdadeira missão”. Trata-se de um grande crescimento para a protagonista.

Superman

Sobre o Superman que será apresentado na TV: “acho que nossa visão dele é, provavelmente, um pouco mais tradicional”.
Fonte da imagem: Divulgação/CW
O produtor afirma que Superman está nessa vida faz algum tempo, o que significa que possui a identidade de Clark Kent também por 12 anos. “Ele sabe como entrevistar alguém, com tirar a história de uma pessoa”.
Esta versão, no entanto, não é uma adaptação direta de algum material, já que os produtores estão bebendo de diversas fontes — incluindo Christopher Reeve, o show Louis & Clark, a série animada do Superman e um pouco de Super Amigos.
Já a escalação foi extremamente tranquila para os produtores. “Assim que falamos de apresentar o Superman, Greg Berlanti mencionou Tyler Hoechlin. Somos fãs de seu trabalho por anos e, quando nos sentamos com ele, vimos o Superman. Não apenas o visual, mas ele é um cara muito legal e tranquilo, aberto e franco, cheio de vida. Você se sente melhor ao seu lado, o que, acredito, é parte do segredo do Superman. Ele é aquele ideal, mas não de forma impossível. Superman deve fazer você sentir que pode fazer tudo, apesar de ser ele que pode atingir qualquer coisa. E Tyler definitivamente tinha tudo isso”.

Amor e relações em família

Será que é hora para um relacionamento entre Kara e James? “Parte dessa questão, se a relação pode ou não dar certo, será vista nos dois primeiros episódios da temporada. Eles definitivamente compartilharam um beijo e, quando voltarmos, ambos analisarão — separados ou juntos — se podem fazer a relação funcionar”.
Fonte da imagem: Divulgação/CW
Além da parte amorosa, Kara também lidará com dramas familiares. Afinal, Clark chega a National City e ele é seu parente de sangue, mas ao mesmo tempo ela possui essa família criada por Alex, J’onn, Winn e James. “Definitivamente haverá conflito e Kara ficará no meio”.
E, por falar em família, a série vai explorar a busca por Jeremiah e lidará com o Projeto Cadmus (algo que já havia sido revelado anteriormente). “Cadmus aparece desde os primeiros episódios e a luta contra eles será uma grande parte da primeira metade da temporada”.

Episódio musical

Para completar, Kreisberg ainda citou o crossover musical: “Será incrível e divertido. É engraçado, temos vilões que podem partir a Terra em duas, outros que correm na velocidade da luz. O que existe de tão maluco em um vilão que pode fazer você pensar que seus amigos estão cantando e dançando na sua frente?”.
Marque na agenda: Supergirl estreia no dia 10 de outubro, na televisão norte-americana.

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário