sexta-feira, 12 de agosto de 2016

Star Trek Discovery: primeiros detalhes da nova série coproduzida pela Netflix

O produtor Bryan Fuller, de Hannibal e Pushing Daisies, apresentou novidades sobre a série Star Trek: Discovery no painel do TCA (Television Critics Association).
Até o momento, pouco se sabia sobre o novo programa de Jornada nas Estrelas nas telinhas, mas Fuller deu algumas pistas, revelando o tempo em que se passa a história e prometendo um elenco mais diversificado – com personagem gay, protagonista feminina, robôs e espécies novas de alienígenas.
Fonte da imagem: Divulgação/CBS All Access
Confira os destaques da apresentação de Fuller sobre Star Trek: Discovery.
  • A série se passa no universo “primordial” de Jornada nas Estrelas (e não na linha temporal Kelvin dos novos filmes de Star Trek). A trama do programa ocorre 10 anos antes de Capitão Kirk e sua equipe, e servirá de ponte entre as histórias da série original (de 1966) e de Star Trek: Enterprise.
  • Por se passar antes dos eventos da série original, é possível que o programa venha a apresentar versões jovens de Kirk, Spock e companhia, mas não necessariamente na primeira temporada;
  • A primeira temporada terá 13 episódios, e contará uma história serializada (e não no formato “casos da semana”);
  • O programa terá uma protagonista feminina, que não será capitã, mas sim tenente-comandante da nave Discovery;
  • Um evento da história da Frota Estelar, conhecido dos fãs, e que era referenciado na série original (1966-1969) será explorado na nova série;
  • O produtor Bryan Fuller excluiu, no entanto, a guerra romulana, Kobayashi Maru e Black Ops Section 31 como sendo os eventos retratados na nova série;
  • O programa terá diversas espécies alienígenas, tanto figuras conhecidas da franquia quanto novas criaturas – e isso inclui também uma formação mais diversificada de membros na Frota Estelar;
  • A série vai incluir robôs e também um personagem LGBT.
Star Trek: Discovery estreia em janeiro, com disponibilização mundial pela Netflix.

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário