quinta-feira, 22 de setembro de 2016

Criminal Minds: Thomas Gibson explica evento que levou à sua demissão

Thomas Gibson falou pela primeira vez sobre o incidente que levou à sua demissão de Criminal Minds.
Fonte da imagem: Divulgação/CBS
Em entrevista à revista People, o ator explicou que, no dia 26 de julho, durante a filmagem do segundo episódio da 12ª temporada da série, ele questionou uma linha de diálogo, mas foi “rejeitado” pelo coprodutor-executivo e roteirista, Virgil Williams.
Mais tarde, Gibson afirma que estava relatando o caso para os colegas de elenco quando Williams “chegou no local e começou a partir para cima de mim. Conforme ele passou encostando, meu pé subiu e o atingiu na perna. Se eu não tivesse me movido, ele teria passado por cima de mim”.
Na sequência, o ator explica que algumas ofensas foram trocadas, “pelas quais eu me desculpei no dia seguinte, e foi isso. Havia acabado”. Eles gravaram a cena e Gibson foi para casa. “E eu não pude mais voltar”.
Vale relembrar que ele foi suspenso por dois episódios, algo que se tornou permanente logo depois. Como consequência, o programa decidiu manter Paget Brewster, que retornaria para uma participação especial, como parte do elenco regular.
A CBS não revelou exatamente como Aaron “Hotch” Hotchner será retirado da trama da série, mas tendo em vista a decisão de demissão logo após a suspensão, é de se imaginar que os produtores já tinham um plano em mente.
Gibson completa: “Parece que eles estão tentando me apagar do show. Meu orgulho e reputação estão feridos, mas no final das contas sei que o bom trabalho é o que as pessoas lembram. Eu só preciso de mais oportunidades de fazer um bom trabalho e ser um cara do bem”.

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário