quarta-feira, 9 de novembro de 2016

Séries de heróis da DC/CW: revelado personagem que assumiu homossexualidade

Em meados de agosto foi anunciado pelo produtor Andrew Kreisberg que “um dos personagens de um dos shows vai explorar sua sexualidade e assumirá a homossexualidade”. Greg Berlanti, também produtor das atrações, se recusou a dizer se estávamos falando de uma mulher ou um homem, porém afirmou que era um “personagem significante”.
A revelação aconteceu, conforme especulava-se, em Supergirl, mais especificamente no episódio que foi ao ar nesta última segunda-feira, dia 7 de novembro.
Nele, Alex começou a questionar sua própria sexualidade e, como consequência de seu relacionamento com Maggie (papel de Floriana Lima), que é abertamente gay, também admitiu sua atração por pessoas do mesmo gênero.
A respeito desse assunto, o produtor Andrew Kreisberg conversou com o Entertainment Weekly e explicou um pouco mais do processo de trazer Alex rumo a esta nova etapa.
Fonte da imagem: Divulgação/CW
“Nós nunca exploramos muito sua vida social. Na verdade, ela não era existente, pois Alex foi mostrada como muito devotada ao DEO e à irmã”, declara o produtor. No entanto, isso não queria dizer que era apenas uma workaholic, mas sim “que existia algo psicológico por trás” de suas ações. “Uma vez que tomamos a decisão, você volta à temporada passada e percebe que isso faz todo o sentido”.
Vale destacar que a atriz que interpreta a personagem, Chyler Leigh, não sabia deste desenvolvimento para Alex, ainda mais tendo em vista que a expansão de sua personagem aconteceu apenas neste segundo ano.
“Já sabíamos que adicionaríamos Maggie ao elenco, portanto ela teria um interesse amoroso. Acredito que Chyler estava empolgada com o fato de que Alex teria sua própria linha narrativa e sua própria vida além de Kara”.
No entanto, isso não significa que as coisas serão fáceis para Alex depois desta percepção de sua sexualidade. “Trata-se de algo um pouco chocante para ela. Se Maggie não tivesse aparecido, não acredito que ela teria reconhecido isso em si mesma e possivelmente não teria a coragem de se declarar como é. A partir de agora, são pequenos passos. Existe um grande ruptura emocional no episódio seis, algo que realmente nos deixou empolgados”.
Fonte da imagem: Divulgação/CW
Segundo o produtor, sua pesquisa e conversa com amigos gays “quando as pessoas 'saem do armário' mais tarde em suas vidas, elas tendem a fazer isso após conhecerem alguém e demonstram sentimentos fortes por uma pessoa. É isso o que acontece com Alex”.
Já a respeito da reação de Kara, o produtor explica que Alex, obviamente, será bastante franca sobre o assunto e sua irmã reagirá de forma interessante.
“Ela se sente um pouco triste, mas inteiramente pelo fato de que ela acredita que muito das vidas das irmãs foram em função de Kara, sobre protegê-la e mantê-la em segredo, certificando-se de que ela estava a salvo”. Assim, a mais nova jornalista da CatCo acredita que “criou um ambiente no qual Alex nunca se sentiu confortável para discutir as próprias coisas, então ela lamenta isso”. A heroína entende como é manter uma parte de sua vida escondida para se encaixar, portanto a situação apenas aproximará as duas ainda mais.
Kreisberg não quis revelar muito a respeito do relacionamento de Alex e Maggie, mas declarou que teremos algumas viradas que as pessoas não estarão esperando no próximo episódio. Ao mesmo tempo, alguns dos desafios virão exatamente de Alex, que possui opiniões próprias sobre quem deve ser e como deve ser.
Fonte da imagem: Divulgação/CW
“Ela precisa superar isso e não será fácil. Algumas vezes será hilário, outras de partir o coração. Esperamos que seja algo que a audiência fique tão orgulhosa como estamos”, completa o produtor.
Relembramos que o próximo episódio inédito de Supergirl, intitulado “Changing”, estreia na próxima segunda-feira, dia 14 de novembro, pela CW nos Estados Unidos.

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário