sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

John Wick 2: o que os críticos estão dizendo da sequência com Keanu Reeves

A carreira de Keanu Reeves andava em baixa até três anos atrás quando o astro aceitou o convite da dupla Chad Stahelski e David Leitch para estrelar John Wick.
Stahelski e Leitch trabalharam com Reeves como coordenadores de cenas com dublês na franquia Matrix e chamaram o ator para sua estreia na direção de longa-metragem.
Apresentando cenas de ação muito bem coreografas, em planos abertos e sem tantos cortes de edição (ao contrário dos blockbusters que picotam tanto as sequências que mal conseguimos acompanhar os movimentos), John Wick se tornou um grande sucesso de crítica e de público – e ressuscitou a carreira de Reeves.
Fonte da imagem: Divulgação/Lionsgate
O astro retorna agora ao papel nesta sequência, que conta novamente com Chad Stahelski na direção (David Leitch, por sua vez, assinou para comandar a sequência de Deadpool). A crítica está novamente elogiando o trabalho com a franquia John Wick, destacando mais uma vez a coreografia das sequências de ação e a presença em cena de Keanu Reeves.
O longa acaba de entrar em cartaz nas salas brasileiras, e selecionamos abaixo alguns comentários da crítica estrangeira para ajudá-lo(a) a decidir a ir nos cinemas neste final de semana!
  • Confira as críticas:

O primeiro filme teve bons momentos, mas esta sequência repleta de ação é um grande avanço – feroz, engraçado e emocionante” (Rafer Guzman, da Newsday).
Este é um caso de ‘mais do mesmo’, mas pelo menos aqui isso é uma coisa boa” (James Berardinelli, da ReelViews).
Nas mãos erradas, este tipo de coisa poderia ser uma chatice, mas John Wick 2 é um dos filmes de ação mais divertidos da história recente” (Adam Graham, da Detroit News).
Comparado aos blockbusters recheados de CGI, John Wick e sua sequência oferecem doses mais coesivas de emoção e adrenalina” (Eric Kohn, da indieWire).
Quem imaginaria que a máquina de matar de um só homem, com Keanu Reeves vestindo uma capa preta, se tornaria o melhor herói de ação dos anos 2010?” (Richard Roeper, da Chicago Sun-Times).
John Wick é ainda mais divertido em seu segundo filme” (Leah Pickett, do Chicago Reader).
Mais uma vez, Reeves não decepciona, interpretando com intensidade Wick canalizando sua raiva sobre as injustiças da vida” (Justin Lowe, do Hollywood Reporter).
Não é fácil explicar o apelo dos filmes John Wick, e inegavelmente eles não são para todos os gostos, mas há uma pureza neles que transcende sua barbárie, e tem algo a ver com o seu personagem central” (Michael O'Sullivan, do Washington Post).
É ridiculamente divertido, uma orgia de violência em forma de balé que não é para todos, mas que tem sua própria beleza” (Bill Goodykoontz, do Arizona Republic).
Os filmes de John Wick fazem o que os longas de ação de Hong Kong fizeram há um quarto de século, seduzindo o público sanguinário (predominantemente masculino) a apreciar um balé moderno requintadamente coreografado” (Peter Debruge, da Variety).
John Wick 2, com Keanu Reeves em sua melhor forma, é o suprassumo dos longas de ação – é puro cinema, uma explosão de adrenalina de som e imagem” (Peter Travers, da Rolling Stone).
Fonte da imagem: Divulgação/Lionsgate

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário