sábado, 4 de março de 2017

A Bela e a Fera: o que os críticos estão dizendo do live-action da Disney

A imprensa estrangeira já assistiu ao aguardado filme A Bela e a Fera, versão live-action da Disney com Emma Watson no papel principal, e as primeiras críticas estão sendo publicadas pelos principais veículos de entretenimento.
O resultado parece bastante positivo, mas definitivamente não conquistou todo mundo. Todos reconhecem que visualmente a produção está muito bonita, com cenários e cores encantadores. Porém, alguns críticos têm comentado que faltam emoção e inspiração nesta recriação do conto de fadas.
Fonte da imagem: Divulgação/Disney
Selecionamos abaixo algumas dessas primeiras críticas, destacando trechos dos veículos mais importantes da imprensa estrangeira. Será que você vai concordar com esses críticos? Vale lembrar que o filme estreia nos cinemas brasileiros no dia 16 de março.
  • Críticas:

Após os espectadores digerirem todo o esplendor visual da produção, eles podem perceber que toda a experiência foi realmente um pouco sem graça, faltando profundidade, e com um resultado tão efervescente quanto instantaneamente esquecível” (Leslie Felperin, do Hollywood Reporter).
O novo A Bela e a Fera é um filme tocante, bastante ‘assistível’, às vezes ligeiramente estranho, que justifica sua existência, mas nunca totalmente convence que é o filme que o mundo estava esperando” (Owen Gleiberman, da Variety).
Com seus olhos lindos, seu sorriso encantador e seu conjunto de sardas na ponta do nariz, Watson é uma perfeita heroína da Disney. Há uma inocência e inteligência nela que se encaixa perfeitamente com a personagem. E descobrimos que ela também sabe cantar” (Chris Nashawaty, da Entertainment Weekly).
A Bela e a Fera casa o espetáculo visual e o magnífico design com uma história melhor do que o longa original, lançando um feitiço sobre os antigos fãs e também os mais novos” (Brian Truitt, do USA Today).
Você provavelmente deixará a sessão com vontade de rever o original pela centésima vez. Mas não é exatamente esse o ponto?” (Aisha Harris, da Slate).
Seu classicismo parece natural e inovador. O romance não exagera nem se arrasta. O filme tem um ótimo visual, avança graciosamente e deixa um sabor revigorante. Eu quase não reconheci o aroma: acho que o nome para isso é alegria” (A.O. Scott, da New York Times).
Uma deliciosa recriação live-action de uma fábula familiar. Você já viu isso antes, mas seu espírito e graça são irresistíveis” (Matt Maytum, da Total Film).
Em última análise, A Bela e a Fera se revela como uma recriação cínica feita aparentemente apenas para produzir um ano fiscal mais promissor para os acionistas. Este é um produto que é mais calculista do que inspirador” (Rodrigo Perez, da The Playlist).
E aí, está ansioso(a) para assistir ao filme nos cinemas? 

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário