sábado, 4 de março de 2017

Logan: 5 conexões entre os quadrinhos e o filme (contém spoilers!)

Logan, o último filme de Hugh Jackman como Wolverine estreia esta semana no circuito nacional. Já vimos o longa na semana passada e a resenha você pode ler aqui. Agora, se você já assistiu também ou simplesmente quer saber mais sobre as conexões entre os quadrinhos e a produção da Fox Films, listamos aqui cinco delas.
MAS ATENÇÃO: daqui para frente existem poucos mas importantes spoilers, então se você não quer saber o que acontece, melhor deixar para ler outra hora, ok?

1 — Arco Velho Logan

O arco que imagina Logan no futuro da Terra-807128 foi lançado em junho de 2008, entre as edições 66 e 72 do título mensal gringo “Wolverine”, e terminou com “Wolverine Giant-Size Old Man Logan”, em setembro de 2009.
Na trama, os supervilões tomaram conta dos Estados Unidos e os X-Men não existem mais. Logan vive com sua mulher Maureen e os filhos Scotty e Jade em um terreno que pertence aos netos do Hulk. Para pagar o aluguel, o canadense aceita atravessar o país ao lado do Gavião Arqueiro rumo a Nova Babilônia e entregar um pacote secreto.
No filme, o contexto não é tão apocalíptico mas há essa sensação de isolamento e desaparecimento dos heróis. Wolverine também precisa viajar bastante para chegar a um local que tem o nome de Éden. Aliás, a ideia de um abrigo mutante é recorrente nas revistas X.

2 — A introdução de X-23

A mutante X-23 foi criada para o desenho animado "X-Men: Evolution" e fez tanto sucesso que ganhou todo um background nos quadrinhos e atualmente é quem responde pelo codinome Wolverine na cronologia da Marvel Comics.
Nas revistas, ela é resultado da tentativa de recriar o projeto Arma X, que deu as garras do metal inquebrável adamantium a Logan. Como o cromossomo Y apresentava uma barreira para essa reprodução, a geneticista Sarah Kinney criou então um clone feminino.
A origem na adaptação é bem semelhante e a personagem interpretada por Dafne Keene também leva o mesmo nome, Laura Kinney.

3 — Donald Pierce e Os Carniceiros

Donald Pierce foi criado pela lendária dupla Chris Claremont e John Byrne em 1980. Na época, ele era o Rei Branco do grupo aristocrata Clube do Inferno. Sempre considerado um personagem coadjuvante, ele foi perdendo a humanidade e voltou a ter maior importância nos anos 90.
Foi nesse período que o vilão ganhou suas características cibernéticas e se aliou ao grupo Os Carniceiros, que também possuem parte do corpo feito de metal. Muita gente deve se lembrar dessa fase porque foi quando Wolverine foi crucificado e salvo pela jovem Jubileu.
O longa mostra Pierce (Boyd Holbrook) e seu grupo em suas formas mais populares, mas, assim como acontece com suas contrapartes de papel, eles não carregam tanta importância assim na trama.

4 — Sinistro

O vilão Nathaniel Essex, ou Senhor Sinistro, um médico geneticista brilhante, foi criado por Chris Claremont e Marc Silvestri na edição 213 do título mensal estadunidense “Uncanny X-Men”, em 1987. Inicialmente, ele somente ficava nas sombras, como uma espécie de chefão do crime misterioso, e foi o responsável pela reunião do grupo mercenário conhecido como Os Carrascos — os antagonistas do arco Massacre de Mutantes.
Com o tempo, Sinistro foi incluído na origem de Cable, o filho de Ciclope com Jean Grey, e passou a ter conexões com o maligno Apocalipse. Interessado em experiências com DNA mutante, ele enfrentou os X-Men por diversas vezes e nas últimas aventuras ele foi derrotado e colocado em segundo plano.
No longa, Sinistro sequer aparece, mas tudo leva a crer que ele esteja envolvido na criação da X-23, principalmente depois do easter egg nos créditos de “X-Men: Apocalipse”, em que uma maleta identifica como “Essex Corp.” transporta tubos de ensaio com amostras de sangue, possivelmente de Logan.

5 — Caliban

O herói albino é capaz de rastrear o DNA mutante é uma criação de Chris Claremont com o icônico ilustrador Dave Cockrum, para a edição norte-americana de “Uncanny X-Men” 148, de agosto de 1981. Ele nunca teve muitos fãs e voltou a ser lembrado durante o Massacre de Mutantes, quando seguia Callisto, a líder do grupo Morlocks, que vive nos esgotos.
Após ganhar mais relevância, ele ganhou superforça em uma transformação feita por Apocalipse e chegou a integrar o grupo militar X-Force, ao lado de Cable. Com o tempo, teve outras aparições mas acabou morrendo.
No filme, interpretado por Stephen Merchant, ele também é usado para “farejar” a presença de Logan e X-23. Entretanto, seu destino é bem semelhante com o dos quadrinhos, em que ele se sacrificou para salvar o amigo Apache.
E você, encontrou outras referências ou menções? Comente, curta e compartilhe!
Via TecMundo.

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário