segunda-feira, 3 de abril de 2017

Netflix: agora dá para baixar filmes ou séries e ver offline no Windows 10

A Netflix finalmente trouxe ao Windows uma das novidades mais pedidas pela comunidade a respeito do serviço de streaming.
A partir de agora, quem tem o aplicativo gratuito para Windows 10 (deskop e notebooks) ou Windows 10 Mobile pode fazer o download de séries e filmes para assistir ao conteúdo quando estiver offline.
Vale lembrar que isso só é possível pelo aplicativo baixado na Windows Store — ou seja, não funciona pelo site visitado pelo navegador. O funcionamento é igual ao processo no mobile: você seleciona o episódio de série ou longa-metragem que deseja baixar, aguarda o download ser concluído e acessa o conteúdo a qualquer momento em uma nova aba especial.
Nem todos os filmes e séries da Netflix estão disponíveis para download, mas o catálogo é grande e bem variado. Não são todas as produções originais da Netflix, por exemplo, mas as opções ainda são diversas. A alternativa é boa para quem vai viajar para um local sem conexão ou quer se prevenir para quando ficar sem internet.

Como fazer

1) Abra o app da Netflix (recém instalado ou atualizado para a versão mais recente) e toque no ícone com as três barras horizontais para acessar o menu principal. A aba "Meus Downloads" mostra os conteúdos baixados e você pode conferir tudo o que está liberado em "Disponível para download".
2) Para começar o processo, é só procurar o ícone em forma de seta e clicar nele. No caso de séries, é preciso baixar cada um individualmente.
3) Uma barra na parte inferior da tela mostra o progresso do download.
4) Você pode clicar no atalho mostrado na imagem acima para ir direto para a tela de gerenciamento. Lá, dá para conferir tanto o que está em processo de download quanto o que já está armazenado no dispositivo.
Pronto! Agora você tem episódios de séries ou filmes completos para assistir offline quando quiser. Para baixar o app da Netflix para Windows 10, clique aqui. Se você tem um dispositivo Windows 10 Mobile, vá para este link.
Via TecMundo.

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário