segunda-feira, 3 de abril de 2017

Os 13 Porquês: conheça os temas e a trama do livro que deu origem à série da Netflix

Atenção: O texto a seguir conta pontos importantes da trama do livro “Os Treze Porquês” e apresenta SPOILERS sobre a adaptação em série recém-lançada pela Netflix. Recomendamos a leitura para quem já conhece toda a história ou não se importa em saber de antemão alguns detalhes da narrativa.
Livro de Jay Asher que já vendeu mais de 2 milhões de cópias desde seu lançamento, em 2007, "Os 13 Porquês" tocou os corações de leitores em 35 países que se identificaram com temas como depressão, suicídio, bullying e machismo. Tamanho sucesso bateu na porta da gigante dostreaming, e a primeira temporada da produção original da Netflix chegou aos assinantes do serviço.
Fonte da imagem: Divulgação/Netflix
As 250 páginas da obra literária serviram como uma espécie de rascunho para a elaboração do roteiro da série. A trama conta a história do jovem Clay Jensen, que, ao voltar da escola para casa, se depara com uma caixa recheada de fitas cassete em que sua colega Hannah Baker, que havia cometido suicídio há pouco tempo, narra as razões pelas quais tomou essa medida extrema e deu fim à sua própria vida. À medida que assiste aos relatos da colega falecida, o garoto descobre ter sido um dos motivos para seu suicídio, que foi resultado de uma série de fatores.

Machismo e objetificação do corpo feminino

A produção abre um espaço importante para debater questões que afetam jovens diariamente, como o machismo e o estupro, resultado da objetificação do corpo feminino. Afinal, em uma sociedade em que o corpo da mulher é enxergado como um objeto, acredita-se que se possa fazer com ele o que desejar sem que haja consequências — como acontece com Jessica Davis, personagem que é estuprada pelo estudante mais velho Bryce Walker enquanto estava desacordada por ter bebido demais em uma festa.
O mesmo Bryce Walker também se envolveu sexualmente com Hannah (a personagem principal da trama), sem que tenha havido seu consentimento, mas também sem que a garota tenha demonstrado sinais óbvios de rejeição. Jovem e imatura, Hannah deixou acontecer, sentindo-se culpada e arrependida depois — e essa é uma situação recorrente no universo juvenil, em que rapazes mais velhos se aproveitam da fragilidade e da ingenuidade de adolescentes para "se dar bem", sem nenhuma responsabilidade emocional.

Bullying

O primeiro beijo de uma adolescente pode render páginas cheias de corações e boas lembranças guardadas no diário, mas também pode se transformar em um verdadeiro pesadelo. Infelizmente, foi o caso de Hannah, que deu seu primeiro beijo em Justin Foley. O garoto espalhou para seus colegas que as coisas foram mais longe do que o que aconteceu de verdade, e isso rendeu a Hannah uma reputação negativa em sua nova escola. Tanta fofoca resultou em bullying, que serviu de gatilho para uma depressão aguda.
Fonte da imagem: Divulgação/Netflix
Além disso, Hannah ganhou a fama de ter "a melhor bunda na turma de calouros" após ter sido mencionada em uma lista de "quem está bem & quem não está", afirmando ainda mais sua fama de promíscua na escola. Sendo assim, o bullying e o assédio sexual só continuaram a acontecer, aumentando sua crise depressiva e incentivando suas ideias de suicídio.
Como se a situação não fosse grave o bastante, Hannah é convidada por Marcus Cooley para sair no Dia dos Namorados e, acreditando ser sério, acaba aceitando. Ao chegar, o garoto tenta tocá-la sexualmente, machucando ainda mais os sentimentos da já fragilizada adolescente. Para completar, Hannah descobre que Courtney Crimsen é, na verdade, uma "amiga da onça" e tem espalhado boatos sobre ela, e ainda perde a amizade de Jessica Davis, que, enciumada com sua "popularidade", decide se afastar de Hannah.

Depressão e suicídio

Depressão na adolescência ainda é um tema tido como tabu em nossa sociedade, e muitos jovens passam por essa fase sem nenhum tipo de apoio ou tratamento — como foi o caso de Hannah, que até tentou se aconselhar com o Sr. Porter, mas saiu de seu escritório bastante chateada e somente com o conselho de "seguir com sua vida".
Fonte da imagem: Divulgação/Netflix
De acordo com a Organização Mundial da Saúde, a cada 40 segundos uma pessoa comete suicídio, e essa é a décima causa de morte em todo o mundo. Ou seja: essa discussão segue atual e pra lá de válida e relevante, portanto é indispensável quebrar qualquer tabu que ainda faça parte dessa temática.
O fato de uma personalidade com tamanha influência entre os jovens como Selena Gomez (que produz a série da Netflix) abraçar essa iniciativa com tanto afinco só deve acrescentar debate e esclarecimento à causa, especialmente se considerarmos que o suicídio é uma das principais causas de morte entre adolescentes e adultos com menos de 35 anos de idade.
A adaptação de "Os 13 Porquês" pela Netflix conta com 13 episódios, escritos pelo showrunner Brian Yorkey. No elenco estão: Dylan Minnette, Katherine Langford, Kate Walsh, Brian D'Arcy James, Derek Luke, Brandon Flynn, Justin Prentice, Alisha Boe, Christian Navarro, Miles Heizer e Tommy Dorfman. Confira o trailer da produção:
Este texto foi escrito por Patricia Gnipper via N-Experts.

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário