terça-feira, 25 de julho de 2017

American Gods: os 15 momentos mais impactantes da 1ª temporada!

American Gods é uma adaptação televisiva do romance homônimo de Neil Gaiman. Recheada de histórias fantásticas e cenas chocantes, a primeira temporada da série deu o que falar.
Fãs de Neil Gaiman foram à loucura quando o canal Starz anunciou que exibiria uma série inspirada em Deuses Americanos, considerada uma das melhores obras deste autor.
Criada por Bryan Fuller e Michael Green, a primeira temporada da produção teve oito episódios que chocaram por conta de cenas fortes e um tanto quanto bizarras — ao menos para quem não estava acostumado com o fantástico universo de Gaiman.
Fonte da imagem: Divulgação/Starz
Visuais dramáticos, violência e sexo fazem parte da produção, que se mostrou singular em comparação com as séries em exibição na atualidade. Focada em Shadow Moon, um homem que está cumprindo 3 anos de prisão, Deuses Americanos retrata quando o personagem é liberado poucos dias antes do fim de sua sentença, por conta da morte de sua esposa.
Então, Shadow conhece um misterioso homem chamado Wednesday, que lhe oferece um emprego controverso. Na verdade, Wednesday está percorrendo os Estados Unidos reunindo antigos deuses, que, agora, fazem parte do cotidiano norte americano, para que, juntos, enfrentem os novos deuses, que vêm se fortalecendo.
Confira, então, os 15 momentos mais impactantes da primeira temporada:

15. Bilquis e o homem que desaparece

Fonte da imagem: Divulgação/Starz
A figura feminina voluptuosa e sedutora leva um homem um tanto quanto sem graça para a cama. Durante o sexo, ela começa a crescer à medida que ele a elogia sua beleza, e ela começa a incentivá-lo a elogiar ainda mais. Até que, em determinado momento, o homem é sugado para dentro da genitália de Bilquis, desaparecendo completamente.

14. Zorya Polunochnaya, a Estrela da Meia-Noite

Fonte da imagem: Divulgação/Starz
Shadow passa um tempo em um terraço com Zorya Polunochnaya, que tem o poder de trazer de volta o sol ao fim de cada noite. Nesse episódio, Polunochnaya explica seu papel de vigiar o cão preso à ursa menor para que ele não seja solto e destrua o mundo, oferecendo a Lua a Shadow como se fosse uma moeda, em troca de um beijo.

13. Easter e seu poder destruidor

Fonte da imagem: Divulgação/Starz
Em um ponto da trama em que nenhum dos deuses havia demonstrado realmente a extensão de seus poderes, Shadow Moon e Wednesday visitam Easter, a deusa da fertilidade e da primavera, cuja aparência não dá indícios de seu poder destruidor. A essa altura, finalmente descobrimos que Wednesday é, na verdade, Odin, um dos deuses mais antigos e poderosos. Então, Easter, encorajada por Odin, solta seus cabelos e mata toda a vida vegetal em um raio de quilômetros.

12. Media, mas pode me chamar de Marilyn

Fonte da imagem: Divulgação/Starz
Primeiro, a deusa Media aparece personificada como David Bowie, exigindo que o deus da tecnologia pedisse perdão a Shadow. Mas, depois, a deusa reaparece como Marilyn Monroe, fazendo caras e bocas. Flutuando, ela apresenta Mr. World, com quem oferece a Wednesday um pedido de desculpas em nome do Technical Boy. O surrealismo da cena deixou muita gente boquiaberta.

11. Czernobog e seu martelo mortal

Fonte da imagem: Divulgação/Starz
Ao conhecer Czernobog, Shadow percebe algo estranho a seu respeito, uma vez que o deus parece ser intimidador de um jeito que ele não consegue decifrar, por conta de suas palavras dúbias. Czernobog é um antigo deus eslavo que representa a morte e a destruição, e, quando os dois jogaram uma partida de damas, o deus contou sobre seu trabalho em um matadouro, onde matava vacas com seu poderoso martelo. Mas Shadow rapidamente percebe que os poderes mortais do martelo iam muito além de assassinar animais.

10. Sexo homossexual e artístico

Fonte da imagem: Divulgação/Starz
Estamos acostumados a assistir a cenas sexuais entre homens e mulheres na TV e no cinema, mas o sexo entre pessoas do mesmo gênero ainda é um tabu. E esta cena de Deuses Americanos retratou o sexo homossexual com um toque artístico de tirar o fôlego. A vida de Salim é transformada depois de conhecer um Jinn, que são meio-homens, meio-demônios. Eles são conhecidos por concederem desejos às pessoas, e Salim, um imigrante do Oriente Médio recém-chegado aos Estados Unidos, sente uma conexão com esse Jinn, com quem protagoniza a cena erótica.

9. Vários Jesus

Fonte da imagem: Divulgação/Starz
Apesar de a série abordar a existência de vários deuses, no Cristianismo, existe somente um Deus e seu filho, Jesus Cristo. Já em Deuses Americanos, enquanto Wednesday busca Easter para transformá-la na rainha de sua causa, a deusa estava recebendo em sua casa todos os Jesus para uma festa. Isso mesmo: existem vários Jesus, até mesmo um mexicano, que aparece ao lado de outros 12, mais ou menos.

8. O jogo sujo de Mad Sweeney

Fonte da imagem: Divulgação/Starz
Que Mad Sweeney é um trapaceiro, ninguém duvida. Com um cabelo cor de fogo que remete ao seu temperamento, o deus acaba brigando com Shadow em um bar, e é quando os dois personagens decidem entrar em uma espécie de jogo para que Shadow ganhasse as moedas douradas, caso saísse vencedor. Ainda que Shadow demonstrasse grande habilidade ao manipular a moeda com suas mãos, Mad Sweeney consegue retirar moedas de qualquer lugar, como se fosse mágica, e seu jogo sujo acaba confundindo Shadow.

7. Surra tecnológica

Fonte da imagem: Divulgação/Starz
Shadow Moon sofre um golpe duplo em seu emocional. Primeiro, apenas alguns dias antes de ser libertado da prisão, descobre que sua esposa está morta. Na sequência, fica sabendo que ela o traía e que, inclusive, o estava traindo no instante em que morreu. Quando Shadow estava saindo de perto do túmulo de sua esposa traidora, algo estranho acontece: ele de repente se vê dentro de uma limousine em frente ao Technical Boy e a seus capangas. Ainda, antes mesmo que Moon pudesse entender o que estava acontecendo, ele é transportado para fora do veículo e leva uma surra daquelas!

6. A espada capaz de matar um deus

Fonte da imagem: Divulgação/Starz
Enquanto Wednesday segue recrutando deuses antigos para lutar contra os deuses mais novos, e Shadow ainda não faz muita ideia do que está acontecendo, eles chegam a uma cidade interiorana chamada Vulcan, que é grande produtora de armas de fogo. Ali vive um senhor também chamado Vulcan, que, na verdade, é um deus romano. Então, Wednesday pede a Vulcan uma espada que seja capaz de matar um deus. Então, Wednesday, que já sabia da traição de Vulcan, mata o deus separando sua cabeça de seu corpo.

5. A verdadeira história de Bilquis

Fonte da imagem: Divulgação/Starz
Lembra daquela cena em que Bilquis “engole” um homem para dentro de sua genitália? Somente no final da temporada sua história é, enfim, narrada por Mr. Nancy. A Rainha de Sabá reinava na Etiópia antiga, e, forçada pela revolução iraniana nos anos 1970, ela acaba precisando migrar para os Estados Unidos. Como ela se “alimenta” por meio do sexo, com a chegada da AIDS na década seguinte seu poder é enfraquecido, e é quando ela decide se aliar aos novos deuses.

4. A morte da Sra. Fadil

Fonte da imagem: Divulgação/Starz
Quando a Sra. Fadil aparece em uma cadeira, surge uma cena emocionante que fez muita gente refletir sobre a morte e a efemeridade da vida. Ao ouvir alguém batendo à sua porta, ela vê um homem que parecia conhecê-la, mas do qual ela não se recordava. Prontamente, ele explica que, na verdade, já estava morta, e que ele estava ali para levá-la a seu próximo destino. Então, a Sra. Fadil vê seu próprio corpo falecido no chão e começa a conversar sobre coisas mundanas, como, por exemplo, indagar quem o encontraria. Então, ela sobe pela saída de incêndio e continua subindo e subindo até chegar ao céu.

3. Laura Moon, uma zumbi poderosa

Fonte da imagem: Divulgação/Starz
Laura Moon, a esposa traidora de Shadow, acaba voltando do mundo dos mortos. E ela volta furiosa, com o propósito de proteger o seu amor, que é a única pessoa que ela consegue enxergar em cores. Mas, o que ela não sabia é que voltar como um zumbi lhe daria uma superforça, capaz inclusive de arrancar a coluna vertebral de seus inimigos. Com isso, ela percebe que pode salvar Shadow dos perigos que ele enfrentará em sua jornada.

2. A dinâmica entre Laura Moon e Mad Sweeney

Fonte da imagem: Divulgação/Starz
De volta ao mundo dos vivos, Laura rouba um caminhão de sorvete e segue viagem com Mad Sweeney. Enquanto isso, um coelho surge no meio da estrada, causando um acidente com o caminhão e fazendo com que Laura seja projetada para fora dele. Com a queda, seus pontos do peito se abrem, alguns de seus órgãos saem de seu corpo, e a moeda, que garante sua sobrevida, também é expulsa de seu interior.
Então, Sweeney, mesmo tentado, decide não roubar a moeda, dando uma segunda chance à Laura, uma vez que (pasmem), foi ele que causou sua morte inicial. Isso porque os corvos de Wednesday que sobrevoavam o acidente de carro em que Laura morreu estavam ali para vigiar Mad Sweeney, que havia sido encarregado por Wednesday de matar a esposa de Shadow para que ele, enfurecido e sem nada a perder, aceitasse seu destino. É quando vemos um pouco sobre a dinâmica entre Sweeney e Laura, que recebe a moeda de volta e segue sua viagem. Mas, até então, Laura não sabe que ele havia sido o verdadeiro culpado de sua primeira morte.

1. Laura voltando do mundo dos mortos pelas mãos de Anúbis

Fonte da imagem: Divulgação/Starz
E talvez o momento mais “WTF” de toda a temporada não tenha sido protagonizado exatamente por um deus bizarro e sanguinário, mas sim por uma mortal, que deixa de ser mortal ao retornar do mundo dos falecidos pelas mãos do deus Anúbis. E, ainda, Mad Sweeney, responsável pela morte da esposa de Shadow, descobre que seu túmulo estava vazio. Então, vimos Anúbis aparecendo para Laura, que, inicialmente, não aceita seu retorno da morte. Com isso, o retorno de Laura acaba sendo uma das maiores revelações da série, o que emendou uma sequência de novos fatos que conduzem toda a trama.
Este texto foi escrito por Patricia Gnipper via N-Experts.

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário