quinta-feira, 27 de julho de 2017

Os Defensores: primeiros comentários da crítica para série com heróis da Marvel

Foram publicados os primeiros comentários da crítica estrangeira para Os Defensores, aguardada minissérie em oito capítulos reunindo os heróis da Marvel/Netflix.
Com base nos quatro episódios iniciais do programa disponibilizados para a imprensa, a crítica estrangeira tem aprovado Os Defensores, ainda que ressaltando um desenvolvimento lento no começo.
Apesar disso, os comentários são unânimes a partir do momento em que os heróis se encontram, destacando a ótima interação entre os quatro protagonistas.
Fonte da imagem: Divulgação/Netflix
Abaixo, selecionamos trechos dos primeiros comentários da crítica para Os Defensores. Confira:
Jessica Jones novamente se destaca, e sua história como investigadora é a única que realmente vai para frente. Ela ainda evita chamadas para novos casos, mas ela própria tem uma percepção clara de quem é e do que gostaria de estar fazendo. É uma grande diferença em relação a Matt Murdock, que se aposentou de seu trabalho de vigilante, mas ainda sente o chamado, se mantendo profundamente em conflito entre o homem na máscara e o advogado no terno” (Allison Keene, do Collider).
Há muita expectativa em torno de Os Defensores. Como seu antecessor nas telonas (Os Vingadores), a série da Netflix une quatro heróis (Demolidor, Jessica Jones, Luke Cage e Punho de Ferro) em uma equipe destinada a salvar sua cidade. E apesar desse grupo estar na TV, o encontro parece tão grandioso quanto o blockbuster da Marvel de 2012. Para se preparar para esta série, os fãs assistiram cinco temporadas de outros quatro programas. Não apenas a série dos Defensores precisa ser incrível por si própria, como também precisa fazer jus às 58 horas de televisão que vieram antes dela. Pelos quatro episódios disponibilizados para a imprensa, Os Defensores cumpre a promessa” (Brett White, do Decider).
Apesar de um começo lento, uma vez que os heróis se juntam, a série entrega exatamente o que os fãs estavam esperando. Pode não ser a melhor série da Marvel/Netflix (isso fica entre Demolidor e Jessica Jones), mas Os Defensores equilibra as diferenças entre os seus protagonistas e cria algo que mesmo os fãs casuais desses programas não podem perder” (Robert Yaniz Jr, do We Got This Covered).
Os Defensores é o tipo de programa de super-heróis que esperamos das produções da Marvel na Netflix. Valeu a pena esperar, pois a nova série é exatamente o evento que os fãs da Marvel queriam ver. A reunião dos quatro super-heróis do streaming – cada um com seu próprio estilo sobre como ser um herói – funciona em parte por mostrar como a união deles não deveria funcionar” (David Betancourt, do Washington Post).
O que funciona tão bem aqui é a brincadeira entre os membros do grupo, ainda que chegamos a ver muito pouco disso até o quarto episódio. Suponho que, se você olhar para a biblioteca de super-heróis da Netflix como um todo, depois de ter visto tudo, a série não parecerá tão lento, mas eu ficava me perguntando quando eles iriam se unir. As cenas com eles juntos são maravilhosas, o que torna ainda mais óbvio que isso deveria ter acontecido mais cedo” (Jenna Busch, do Coming Soon).
Como construir uma série com três heróis tão interessantes, com personalidades bem desenvolvidas e ótimos atores nos papéis, quando o quarto é irritante, chato e mal interpretado? Seria bom se Os Defensores deixasse Danny e sua petulância de lado, mas infelizmente, Punho de Ferro é parte integrante da trama. Toda cena com ele é arrastada, e ele está presente demais para ser ignorado” (Kelly Lawler, do USA Today).
Os Defensores começa muito bem, e, embora seja difícil dizer se a história vai funcionar até o final da temporada, a primeira metade é cativante e o deixará querendo mais. Embora alguns momentos nos episódios iniciais faça você querer que eles se encontrem logo, a recompensa pela espera vale a pena” (Kaitlyn Booth, Bleeding Cool).

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário