quarta-feira, 1 de novembro de 2017

O que esperar da terceira temporada de Stranger Things?

A segunda temporada de Stranger Things conseguiu manter o ritmo do primeiro ano e ainda continuar a evolução do arco narrativo dos personagens principais e secundários. Entretanto, algumas perguntas são inevitáveis ao pensar no que está por vir quando novos episódios da turma de Hawkins forem liberados na Netflix.

A ameaça do Mind Flayer

Levando em conta os finais de temporada, o desfecho mais recente não possui um gancho tão poderoso e chamativo como teve anteriormente com o Will (Noah Schnapp), mostrando sintomas de conexão ao Mundo Invertido, principalmente ao vomitar os vermes escuros que estavam habitando seu corpo. Enquanto isso, o cliffhanger utilizado pelos Duffer Brothers para o segundo ano é muito mais simples e questionador, já que enxergar a sombra gigantesca do Mind Flayer na outra dimensão não representa algo concreto, portanto abre margem para várias abordagens.
Em compensação, agora o Mind Flayer (ou Devorador de Mentes) pode ter criado ainda mais interesse pelo grupo principal, já que eles conseguiram vencê-lo nesse primeiro confronto, mesmo quando o monstro tinha controle quase total do Zombie Boy. Além disso, agora ele tem conhecimento real dos poderes da Eleven (Millie Bobby Brown), alguém que seria excelente para ter sob as habilidades da Mente de Colmeia da criatura.
Entretanto, a grande indagação é se o monstro não conseguiu deixar vermes em outros hospedeiros, principalmente Dustin (Gaten Matarazo) e no delegado Jim Hopper (David Harbour). Os dois foram expostos a um tipo de líquido expelido pelos tentáculos que estavam no subterrâneo de Hawkins, o que pode ser algum tipo de mecanismo de propagação do Mind Flayer, já que ele tem anseios de conquista através da sua manipulação mental.

Quando e como?

As duas temporadas iniciais de Stranger Things tiveram o espaço de tempo de apenas 1 ano em relação à história, mas isso não é um padrão necessário e muito menos obrigatório para o que os Duffer Brothers querem contar. Principalmente pela idade dos atores mirins, que varia dos 13 aos 16 anos, período em que o corpo começa a mudar consideravelmente por causa da puberdade.
Outro ponto que os novos episódios precisam trabalhar é como o grupo funciona agora com a presença de duas meninas, Eleven e Max (Sadie Sink), ainda mais que todos eles começaram a demonstrar interesses amorosos, assim retratando outra fase da vida para os jovens. O próprio Dustin se mostra preocupado em parecer mais interessante para as garotas, o que resulta nos conselhos do Steve (Joe Keery) sobre como conquistar as mulheres.

A nova vida de Eleven

Eleven teve dinâmicas diferentes em cada temporada. Enquanto no primeiro ano ela esteve muito mais presente ao grupo dos garotos, a segunda temporada trabalhou a personagem em uma jornada que a colocava em situações totalmente novas, principalmente de autodescobrimento. Antes ela ficava presa pelo laboratório como uma cobaia, depois se tornou “prisioneira” de Hopper pela própria segurança dela.
Os próximos episódios devem introduzir uma nova dinâmica para a jovem telecinética, já que ela ainda precisa ser preservada para que os moradores de Hawkins não a reconheçam, algo que Jim Hopper deve fazer com mais propriedade, agora que se tornou o pai adotivo dela. Essa relação familiar deve se intensificar ainda mais, principalmente se as questões da adolescência forem temas abordados na história.

008

Kali (Linnea Berthelsen) foi uma das caras novas dos últimos episódios, mostrando mais detalhes dos experimentos realizados pelo laboratório em pessoas como ela e Eleven. Entretanto, até que ponto a personagem pode ser relevante para o futuro da série? Como a jovem com poderes ilusórios não teve tanta profundidade na trama, fica complexo entender o desenvolvimento que ela pode ter no futuro e a função dela daqui para frente, já que seus poderes talvez sejam úteis, principalmente como hospedeira do Mind Flayer.

Billy é o novo Steve?

Enquanto na primeira temporada Steve era o aluno mais popular e respeitado pelos jovens de Hawkins, o segundo ano apresentou o bad-ass Billy (Dacre Montgomery) nessa função, chamando atenção por sua força e seu poder de sedução com as mulheres. Eles são realmente muito parecidos em essência, apesar de o ex-namorado de Nancy (Natalia Dyer) já ter se mostrado mais bondoso, ainda mais com o Dustin.
Entretanto, Billy teve seus problemas familiares revelados rapidamente no último episódio e, assim, deixou clara a origem de toda a truculência que existe em seus modos. Ele ainda teve um rápido encontro com a Kara Wheeler (Cara Buono), mãe do Mike (Finn Wolfhard), que pode se estender para algo mais sério futuramente. A história ainda deve humanizar mais o rapaz, assim como fez com o Steve.

Onde está o Doutor Brenner?

O vilão interpretado pelo ator Matthew Modine durante a primeira temporada não voltou ativamente no segundo ano da história, aparecendo apenas rapidamente. Entretanto, o personagem não foi descartado pelos Duffer Brothers e deve retornar em algum momento. Apesar disso, os criadores não dão pistas de onde o Doutor Brenner possa estar, já que sua última aparição foi quando Eleven e Demogorgon se enfrentaram. O “Papa” da jovem telecinética pode ter ido ao Mundo Invertido ou esteja seguro na Terra, porém com algum tipo de influência da outra dimensão.
As duas temporadas de Stranger Things estão na Netflix, e a terceira já está confirmada, mas ainda não há data de lançamento – especula-se que seja apenas em 2019.
Este texto foi escrito por Gustavo Rodrigues via N-Experts.

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário