quarta-feira, 17 de janeiro de 2018

O que é e de onde veio Pennywise? Um detalhe em It pode explicar essas perguntas

O remake de It: A Coisa foi, com certeza, uma das produções mais aguardadas de 2017. Lançado em setembro do último ano, o filme foi também baseado no livro de Stephen King, de mesmo nome. Na história, a cidade de Derry está passando por eventos sinistros causados pelo palhaço Pennywise, que desperta de tempos em tempos para espalhar terror. Assim, um grupo de amigos se une para tentar parar o monstro.
Na sequência, a Warner anunciou que a versão Blu-ray do longa seria lançada no dia 9 de janeiro, contendo alguns bônus interessantes: entrevistas com Stephen King e com os atores principais e, ainda, um belo conjunto de cenas deletadas que somam um total de 15 minutos. Eis que, no meio desse material, há algumas dicas que podem ajudar a esclarecer uma grande pergunta que ficou: o que é e de onde veio Pennywise?
Em uma das cenas deletadas, vemos o personagem Stanley fazendo um discurso em seu Bar Mitzvah, uma cerimônia judaica. Na sequência, cada um de seus amigos é mostrado, enquanto ele fala da importância da amizade para conseguir vencer monstros. Quando a filmagem volta para Ben, vemos o garoto na biblioteca da cidade, observando atentamente uma pintura. É ali que está um detalhe importantíssimo.
O quadro em questão mostra uma mulher com um bebê nos braços, em um local que aparenta ser um vilarejo. Quando a câmera se aproxima, percebemos que há um poço, e que ela está perigosamente perto dele. A câmera se demora mais um pouco nessa parte, enquanto dá zoom lentamente.
Sabemos que Ben faz algumas pesquisas por conta própria e encontra diversos artigos sobre a história de Derry. Depois de aproximadamente 1 hora de filme, os garotos vão para a casa dele, e lá ele explica um pouco do que descobriu sobre o passado da cidade. Basicamente, 91 pessoas haviam assinado um documento que declarava a criação da cidade de Derry, mas todos os envolvidos sumiram depois de forma misteriosa, de modo que a suspeita era de que a praga fosse a causadora dos desaparecimentos.
De acordo com o que o garoto descobriu, a única pista disponível sobre o caso era uma trilha sangrenta de roupas, que levava a uma casa. Acontece que essa casa era bem parecida com a que Ben viu na pintura da biblioteca de Derry, e que coincidentemente está extremamente ligada a Pennywise — basta lembrar do final do filme, quando os garotos vão a uma casa deteriorada e entram em um poço.
Mas, calma, ainda não acabou. Bill Skarsgard, o ator que interpreta o palhaço no filme, deu uma entrevista falando de uma cena perturbadora que foi deletada: ela iria mostrar Pennywise antes de ele se tornar o que se tornou e ajudaria a explicar o que ele era e de onde veio. Tudo indica que o público veria o palhaço devorando uma criança — nos primeiros rascunhos do roteiro havia, de fato, uma cena na época colonial que mostrava o monstro abocanhando uma criança.
Agora, vamos voltar ao quadro que mencionamos no começo. Ele não parece mais familiar agora, já que mostra uma mulher no período colonial segurando uma criança? Podemos considerar que ela poderia muito bem estar sacrificando seu filho para poder manter a cidade em segurança e livre de Pennywise — pelo menos naquela época.
Vale lembrar que, por enquanto, essas são apenas especulações sobre as origens do monstro. Porém, tudo indica que teremos mais informações na sequência do filme, que será lançada em setembro de 2019.
Este texto foi escrito por Danielle Cassita via n-Experts.

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário