12 séries com mulheres incríveis em homenagem ao Dia Internacional da Mulher - Leitores Anônimos

Post Top Ad

Leitores Anônimos

12 séries com mulheres incríveis em homenagem ao Dia Internacional da Mulher

Compart
O Dia Internacional da Mulher é comemorado no dia 8 de março e em homenagem a todas as grandes mulheres do mundo - com suas diferentes personalidades, qualidades e defeitos - , nós trouxemos 12 personagens femininas incríveis do mundo das séries que você tem que conhecer. Cada uma tem seu jeito e um tipo diferente de força ou superpoder (em alguns casos literalmente). Sendo homem ou mulher, com certeza você vai se identificar com alguma delas.
  • Força bruta

Claro que a força de uma pessoa não vem só de seus músculos, mas essas mulheres têm literalmente força suficiente para encarar muitos homens maiores que elas em tamanho. Os mais bravos soldados tremem quando têm que encarar a guerreira Lagertha (Katheryn Winnick) em Vikings. A escandinava luta lado a lado com seus pares masculinos e é impiedosa em combate. Já Molly Reyes (Allegra Acosta) é ainda apenas uma adolescente, mas tem força sobre-humana para ajudar seus amigos e atrapalhar os planos dos vilões de Runaways. Quando seus poderes são ativados, os olhos da garota ficam amarelos e ameaçadores. E essas habilidades foram obtidas durante experimentos científicos que acabaram matando os pais da garota.
  • Líderes

Uma é a presidente da mais importante democracia do mundo, e a outra é a rainha de todo o Reino Unido. Claire Underwood (Robin Wright) e a Rainha Elizabeth (Claire Foy) são os melhores exemplos de mulheres em cargos de poder, que devem fazer o necessário para o bem do país... e de seus próprios interesses. Inclusive, na 5ª e última temporada de House of Cards, Claire assumirá oficialmente o papel de protagonista de sua série, devido à polêmica saída de Kevin Spacey da produção. Já em The Crown, após duas temporadas como a mais famosa monarca inglesa, Claire Foy cederá o papel para a atriz Olivia Colman, em virtude da passagem de tempo que ocorrerá na trama.
  • Heroínas

Elas salvam o dia, o mundo, a si mesmas e muitos homens no caminho. Afinal, se não fosse a Eleven (Millie Bob Brown) em Stranger Things, a população de Hawkins provavelmente não existiria mais. Os poderes psíquicos da menina e sua lealdade aos amigos foram a salvação de todos nos finais das duas temporadas até agora. Jessica Jones (Krysten Ritter) precisou salvar a si mesma antes de acabar com Kilgrave (David Tennant) e se tornar uma heroína oficialmente. Ou melhor, uma anti-heroína, já que ela não está muito interessada nesse trabalho, mas sim em seus próprios problemas pessoais; de qualquer forma, ela acaba sempre com a responsabilidade nas mãos.
  • Sobreviventes

Às vezes, a maior força de uma mulher vem do poder de suportar as provações que são lançadas contra ela. De uma das séries mais premiadas de 2017, Offred (Elisabeth Moss) sofre nas mãos de um regime violento e opressor em The Handmaid’s Tale, mas resiste, esperando o seu momento de revidar. Já Celeste, de Big Little Lies, suporta os abusos do marido por muito tempo até encontrar a força de sair dessa situação e salvar a si mesma, os filhos e as amigas.
  • Empoderadas

Elas não precisam de ninguém, são sexualmente livres e donas do próprio nariz. As empoderadas Nola Darling, de Ela Quer Tudo, e Annelise Keating, de How To Get Away With Murder, possuem muito em comum. Ambas são independentes, têm relacionamentos amorosos que não necessariamente são o foco de suas vidas, são autoridades nos seus campos profissionais e defendem constantemente o papel das mulheres negras na sociedade. Quer mais o quê?
  • Mães solteiras

Ser mãe já é por si só uma missão difícil; ser uma mãe solteira, então, vem com desafios que essas personagens conhecem bem. Meredith (Grey’s Anatomy) teve que segurar a barra de ser uma cirurgiã renomada com três filhos para criar após a morte do marido (e tantas outras em sua vida marcada pelo luto). Já na comédia Mom, temos dois exemplos de superação em Christy (Anna Faris) e Bonnie Plunkett (Allison Janney), mãe e filha ex-alcoólatras que tiveram suas respectivas filhas muito cedo e deram um jeito de criar um lar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Bottom Ad

Leitores Anônimos

Pages