Efeito Disney: Netflix muda controle parental para ficar “mais família” - Leitores Anônimos

Post Top Ad

Leitores Anônimos

Efeito Disney: Netflix muda controle parental para ficar “mais família”

Compart
A Netflix anunciou na manhã desta segunda-feira (05) algumas mudanças para aumentar o controle parental sobre o conteúdo das crianças e para melhor informar a classificação etária e o teor do material. Isso tudo vem apenas um mês depois de a Disney adiantar seus planos sobre o serviço de streaming que pretende distribuir em 2019 — e isso leva a crer que a plataforma já vem se preparando para ser “mais família”, em resposta à futura concorrência.
A primeira alteração introduz a possibilidade do responsável pela conta associar mais uma senha PIN de quatro dígitos para atrações individuais — a exemplo de séries como “13 Reasons Why”, que não são listadas na seção para adultos mas pode ser sugestivo demais para o público jovem demais.
“Entendemos que cada família é diferente e os pais tê diferentes perspectivas sobre o que acham apropriado em diferentes idade. Embora já tenhamos proteção PIN para o conteúdo em nível de maturidade específico para contas Netflix, a proteção PIN para uma série ou filme específico fornece às famílias uma ferramenta adicional para tomar decisões com as quais elas se sentem confortáveis”, diz o comunicado, assinado pelo diretor avançado de conteúdo Mike Hastings.
netflix controle parental
Além disso, a partir de agora as notificações sobre a indicação de idade virão com mais detalhes sobre a trama. No exemplo abaixo, temos Trolls, que vem com “PG” (parental guidance, ou seja, é liberado com monitoramento dos pais), agora passa a ter a frase “humor rude suave”. “Estamos continuando a explorar maneiras de tornar esta informação mais descritiva e mais fácil para os nossos membros entenderem apenas com um rápido olhar.”
netflix
Essas novidades estarão disponíveis para todas as plataformas da Netflix e em todas as partes do mundo e será efetivada em cada região aos poucos nos próximos meses.

Este texto foi escrito por Claudio Yuge via Tecmundo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Bottom Ad

Leitores Anônimos

Pages