Executivo da HBO alfineta estratégia da Netflix: produzir mais ou melhor? - Leitores Anônimos

Post Top Ad

Leitores Anônimos

Executivo da HBO alfineta estratégia da Netflix: produzir mais ou melhor?

Compart
Se você é do tipo que já não faz mais ideia de como acompanhar tantas séries interessantes ao mesmo tempo, saiba que, se serve de consolo, Casey Bloys, o chefe de programação da HBO nos Estados Unidos, concorda com você.
Em entrevista concedida ao The Hollywood Reporter neste mês, o executivo alfinetou as rivais Netflix e Amazon ao criticar o fato de que as duas gastam dinheiro demais em produções muito variadas e medianas. “Será que estamos numa bolha? Não parece que já existe conteúdo demais?”, questionou Bloys.
Parece até dor de cotovelo, afinal o orçamento de produção da HBO em 2018 (US$ 2 bilhões) é quatro vezes inferior ao da Netflix (US$ 8 bilhões), mas o executivo se justifica dizendo que “dinheiro não garante boas produções. Curar bom conteúdo é trabalhoso, e é algo que temos feito [na HBO] há bastante tempo”.

De Hollywood para as telinhas do streaming

Big Little Lies parece ser um bom exemplo da filosofia da HBO. A série, uma das mais comentadas de 2017, chamou a atenção não só pelo enredo bem trabalhado e pela produção com ares cinematográficos, mas também pela presença fixa de atrizes como Nicole Kidman e Reese Witherspoon.
Manter uma série com nomes tão importantes demanda, claro, um investimento de peso. É aí que entra a estratégia da HBO, defendida por Bloys: produzir menos, mas com mais qualidade, investindo, entre outras coisas, num elenco de primeira – Meryl Streep não foi anunciada como nova integrante da série à toa.

De cada lado, uma vantagem

Farpas à parte, não se pode negar que Netflix e Amazon têm seus méritos. A Netflix basicamente encabeçou a revolução do entretenimento nos últimos anos, mas provavelmente não conseguiria manter um catálogo tão variado se não recorresse a elencos pouco conhecidos. No fim das contas, cada escolha é uma estratégia.
Questionado sobre o anúncio da adaptação de O Senhor dos Anéis para o formato de série de TV por parte da Amazon, projeto que prevê um orçamento estratosférico, Bloys saiu pela tangente e preferiu se limitar a falar apenas sobre a HBO, reforçando que o compromisso da empresa é “curar conteúdo de excelente qualidade”.
E você, acha que vale a pena produzir menos, porém investindo em produções mais cuidadosas, ou prefere um catálogo com opções que não tenham tantas estrelas no elenco, mas que sejam mais variadas?
Este texto foi escrito por Rodrigo Sánchez Paredes via n-Experts.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Bottom Ad

Leitores Anônimos

Pages