Orçamento x Bilheteria: quais foram os 5 filmes de maior prejuízo em 2017 - Leitores Anônimos

Post Top Ad

Leitores Anônimos

Orçamento x Bilheteria: quais foram os 5 filmes de maior prejuízo em 2017

Compart

Na semana passada, apresentamos um levantamento com os filmes mais lucrativos de 2017, revelando a renda líquida das produções descontando seus gastos de produção e custos de distribuição.
Porém, do outro lado dessa balança, estão os longas-metragens que não recuperaram os investimentos e geram grandes e milionários prejuízos para os estúdios de Hollywood.
Estouros de orçamento, gastos excessivos com marketing, além da péssima recepção pelo público levaram algumas obras a gerar um saldo (muito) negativo para seus realizadores.
A seguir, trazemos a lista dos 5 filmes que representaram os maiores prejuízos em 2017 para o cinema norte-americano.


5. Tempestade: Planeta em Fúria

Orçamento: US$ 120 milhões
Custos de distribuição e marketing: US$ 106,4 milhões
Custos totais: US$ 226,4 milhões
Bilheteria nos EUA: US$ 33,7 milhões
Bilheteria mundial: US$ 221 milhões
Bilheteria final com revendas e aluguel de salas: US$ 154,8 milhões*
(* este valor soma a arrecadação nas bilheterias com acordos de revenda e desconta os gastos com aluguel de salas exibidoras)
Prejuízo: US$ 71,6 milhões


4. A Grande Muralha

Orçamento: US$ 150 milhões
Custos de distribuição e marketing: US$ 116,9 milhões
Custos totais: US$ 266,9 milhões
Bilheteria nos EUA: US$ 45,5 milhões
Bilheteria mundial: US$ 334,93 milhões
Bilheteria final com revendas e aluguel de salas: US$ 192,4 milhões
Prejuízo: US$ 74,5 milhões


3. A Promessa

Orçamento: US$ 90 milhões
Custos de distribuição e marketing: US$ 23,6 milhões
Custos totais: US$ 113,6 milhões
Bilheteria nos EUA: US$ 8,22 milhões
Bilheteria mundial: US$ 11,72 milhões
Bilheteria final com revendas e aluguel de salas: US$ 11,5 milhões
Prejuízo: US$ 102,1 milhões


2. Monster Trucks

Orçamento: US$ 125 milhões
Custos de distribuição e marketing: US$ 70,7 milhões
Custos totais: US$ 195,7 milhões
Bilheteria nos EUA: US$ 33,37 milhões
Bilheteria mundial: US$ 64,49 milhões
Bilheteria final com revendas e aluguel de salas: US$ 72,6 milhões
Prejuízo: US$ 123,1 milhões


1. Rei Arthur: A Lenda da Espada

Orçamento: US$ 175 milhões
Custos de distribuição e marketing: US$ 111,6 milhões
Custos totais: US$ 286,6 milhões
Bilheteria nos EUA: US$ 39,17 milhões
Bilheteria mundial: US$ 148,67 milhões
Bilheteria final com revendas e aluguel de salas: US$ 133,4 milhões
Prejuízo: US$ 153,2 milhões

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Bottom Ad

Leitores Anônimos

Pages