Elenco de Shadowhunters agradece aos fãs pela campanha #SaveShadowhunters - Leitores Anônimos

Post Top Ad

Leitores Anônimos

Elenco de Shadowhunters agradece aos fãs pela campanha #SaveShadowhunters

Compart

Parece que a série Shadowhunters vai mesmo acabar, mas não por falta de esforço dos fãs. Como noticiado anteriormente, a campanha #SaveShadowhunters rodou o mundo com dezenas de ações impressionantes como alugar outdoors e um avião para espalhar a mensagem da campanha.
As gravações da segunda metade da 3ª temporada, e do episódio duplo que vai encerrar a série em 2019, terminaram há alguns dias e o elenco fez questão de mostrar cada momento em suas redes sociais.
No entanto, em uma entrevista ao TV Guide, cada um dos atores do elenco principal deu um depoimento direcionado aos fãs para agradecer por todo o esforço e carinho dedicados a eles. Confira abaixo:
Emeraude Toubia e Alberto Rosende de Shadowhunters


Alberto Rosende (Simon): É realmente um presente quando você faz parte de algo que afeta as pessoas da maneira como isso afeta o grupo de pessoas que estão pressionando por #SaveShadowhunters. Ter criado algo que ressoa com eles, que os faz lutar por um mundo melhor, é realmente um presente e não é algo que muitas vezes encontramos como artistas, embora seja algo que todos nós, em algum momento de nossas vidas, queremos alcançar.
Emeraude Toubia (Isabelle): Só quero agradecer aos fãs. Eles realmente foram além com tudo que fizeram. Eles enviaram cupcakes outro dia no set! Eu comi uns três deles [risos]. Mas sim, os outdoors, a Times Square, Comic-Con e voar em um avião ao redor da sede da Netflix, da Freeform e da Disney. Suas atitudes, eles são apenas - eles são estrelas do rock.
Katherine McNamara e Dominic Sherwood de Shadowhunters
Katherine McNamara (Clary): Tem sido o maior conforto em uma época que foi chocante e muito interessante. Com o cancelamento do show sendo tão inesperado, tendo os fãs ainda se importando tanto e tendo este último episódio de 2 horas, realmente nos permite sair com um estrondo não um fracasso, que é eu acho que a maior bênção de tudo. Eu tenho uma família aqui agora, e sempre serei grata por isso. E pelo fandom também, que trabalhou incansavelmente para realmente se unir como um grupo em um mundo que é tão divisivo. É incrível ver pessoas que celebram os trabalhos de arte uns dos outros e que se juntam e nos recebem por algo que é basicamente sobre amor e aceitação e união.
Dominic Sherwood (Jace): Eu acho que a coisa mais importante para nós é ver o dinheiro real nessas campanhas, e acho que a sensação mais gratificante e animadora que recebo é quando o dinheiro é transferido para uma instituição de caridade em nome de Shadowhunters e em nome do fandom e em nome de todos os caras que trabalharam tanto aqui. Se alguém pode realmente se beneficiar disso, então é ótimo, e acho que é isso que devemos continuar fazendo. O Projeto Trevor, nós levantamos muito dinheiro para isso, o que foi fantástico, e acho que se continuarmos fazendo isso em nome dos Caçadores de Sombras, então esse é o melhor legado que podemos deixar.
Matthew Daddario e Harry Shum Jr. de Shadowhunters
Harry Shum Jr. (Magnus): A beleza é que eles têm uma bela história com uns 56 episódios ou algo assim, a qual podem voltar e reviver aqueles momentos que – muitos desses fãs expressaram para nós – os ajudaram muito com suas próprias vidas pessoais, seja sua sexualidade ou sua confiança. Lembro-me de encontrar alguns fãs, ir a uma convenção e eles apenas chorando e dizendo o quanto isso significava para eles. E como era bonito que eles assistam ao programa e vejam as pessoas com quem eles realmente se relacionavam e sentiam que queriam ser tão fortes quanto esses personagens na tela. Isso em si é, para mim, o que faz o show valer a pena.
Matthew Daddario (Alec): O entusiasmo é uma coisa linda e ficamos cada vez mais chocados toda vez que vemos algo novo que eles fizeram. É tipo "Ok, uau! Não percebi que vocês eram tão capazes, tão eficientes e tão criativos!" É muito fascinante e adoro o entusiasmo. Os esforços de caridade são realmente bons, porque não é apenas egoísta, não é apenas: "Queremos nosso show de volta", é também: "Olhe, temos esse show que nós nos importamos e vamos tentar fazer algo para a comunidade, e realmente apoiar algo que é bom para todas as pessoas". É realmente algo tocante.
Baseada nos livros da franquia "Os Instrumentos Mortais", a série Shadowhuntersacompanha a jovem Clary Fray, de 18 anos de idade, que descobre em seu aniversário que ela não é quem pensava ser, mas que vem de uma antiga linha de Caçadores de Sombras – seres híbridos de humanos e anjos que caçam demônios.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Bottom Ad

Leitores Anônimos

Pages