Emmy 2018: quais séries estão mais próximas da estatueta de Melhor Drama? - Leitores Anônimos

Post Top Ad

Leitores Anônimos

Emmy 2018: quais séries estão mais próximas da estatueta de Melhor Drama?

Compart

Resultado de imagem para Emmy 2018: quais séries estão mais próximas da estatueta de Melhor Drama?
Dependendo da sua percepção de tempo, o Emmy Awards 2018 está logo aí. Bom, tem 1 mês pela frente ainda – a premiação acontece no dia 17 de setembro –, mas as campanhas dos indicados continuam, e alguns nomes já se configuram como favoritos ou concorrentes de peso na disputa.

A briga pela estatueta da Academia Televisiva reúne séries famosas, de grande popularidade e com alto nível de qualidade. Game of Thrones está de volta, depois de ficar 1 ano inelegível, e enfrenta a vencedora de 2017, The Handmaid’s Tale, na categoria “Melhor Série de Drama”.

Junto com elas estãoThe Americans (com sua última temporada), This Is Us, Westworld, The Crown Stranger Things (essas quatro concorrendo por seus segundos anos).

As chances de cada uma 

Pesa contra Game of Thrones o fato de que seus episódios tenham sido exibidos em julho e agosto do ano passado, e talvez os membros votantes não se lembrem tão vividamente da invasão de caminhantes brancos – com um dragão de gelo! – indo Muralha abaixo.

Por outro lado, o seriado lidera a disputa com um total de 22 indicações. Após ser reconhecida em 2016, quebrando a maldição das séries “de fantasia” no Emmy, Game of Thrones retorna com força e pode ser um fenômeno grande demais para a Academia ignorar.

Porém, no caminho de GoT há uma Aia. The Handmaid’s Tale arrebatou todos os prêmios do ano passado e apresentou uma segunda temporada igualmente ovacionada (ainda que com algumas críticas à narrativa), fazendo o mesmo barulho e refletindo – com uma distopia que é assustadoramente próxima da realidade – temas atuais da sociedade.

The Americans tem sua última chance de levar a estatueta, e esse pode ser o reconhecimento que falta ao programa de espiões russos infiltrados na América. A vitória no TCA Awards (da associação de críticos), no começo deste mês, alavancou a campanha para o Emmy – sem falar que sua seasonfinal foi muito bem recebida pelos fãs.

As séries da Netfllix Stranger Things e The Crown, assim como Westworld, da HBO, não parecem estar atraindo muita atenção nesta temporada de premiação – pelo menos não na categoria principal, com essa concorrência.

This Is Us, por sua vez, pode surpreender. Apesar de somar apenas 8 nomeações, é a opção que apresenta uma trama contemporânea, que não seja de fantasia/distopia ou de época, e fala diretamente à emoção. Além disso, ela é a única representante da TV aberta dos Estados Unidos (neste caso, a NBC).

E o Emmy vai para...

Com isso em mente, os membros da Academia deverão decidir qual programa premiar – e cabe a nós tentar imaginar como eles votar.

A percepção é que o Emmy de “Melhor Série de Drama” deve permanecer com as Aias de The Handmaid’s Tale, consagrando novamente a representante do streamingHulu que reverberou, como nenhuma outra nesta temporada, o movimento #MeToo dos tempos atuais.
E se a quantidade de nomeações importa, a distopia de Gilead totaliza 20 indicações – duas a menos que GoT e uma que Westworld. Fortalece The Handmaid’s Tale o favoritismo de Elisabeth Moss como “Melhor Atriz em Drama”, mesmo diante de grandes intérpretes como Sandra Oh (Killing Eve), Keri Russell (The Americans) e Claire Foy (The Crown).

A presença nas categorias de atuação sempre ajuda as campanhas das produções na briga pelo prêmio principal. This Is Us, por exemplo, deve repetir a vitória de Sterling K. Brown como “Ator em Drama”. Entre os coadjuvantes, Game of Thronesconcorre com os três integrantes da família Lannister, enquanto The Handmaid’s Talesoma quatro indicações (o Comandante, sua Esposa, a Tia Lydia e a Aia Emily).

A corrida começa a se definir nas próximas semanas, com os artistas mais ambiciosos se submetendo a entrevistas e ensaios fotográficos. Já para as emissoras e os canais de streaming que almejam o Emmy, o próximo mês será de muita campanha e gastos com publicidade. Ainda bem que, diferente das nossas eleições, a disputa da Academia Televisiva é democrática, limpa e honesta (ou será mesmo?).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Bottom Ad

Leitores Anônimos

Pages