Lethal Weapon: Clayne Crawford dá relato sobre sua demissão e diz ter sido chantageado - Leitores Anônimos

Post Top Ad

Leitores Anônimos

Lethal Weapon: Clayne Crawford dá relato sobre sua demissão e diz ter sido chantageado

Compart
O ator Clayne Crawford, demitido da série Máquina Mortífera (Lethal Weapon), por alegações de mau comportamento, finalmente decidiu contar o seu lado da história. Segundo o ex intérprete de Riggs, a situação foi manipulada para parecer pior do que foi por causa de seu relacionamento conturbado com o colega Damon Wayans.
Durante uma participação no podcast Drinkin'Bros, Crawford revelou que nunca foi formalmente demitido e que descobriu nas redes sociais que tinha sido cortado da série.
"Eu não achei que eles iriam se livrar de mim, eu acho. E se eles fossem, achei que eles me ligariam...”, ele explica que como protagonista, não acreditou que seria descartado tão facilmente. "É um pouco diferente quando você substitui a mãe de Um Maluco no Pedaço. É como se tivessem substituído o 'Maluco' (o personagem de Will Smith), nós teríamos pensado ‘que série nós estamos assistindo agora?’”.
Sobre as imagens e áudios em que ele aparece gritando com um membro da produção, o ator afirma que elas foram tiradas de contexto, que as alegações de que haviam crianças presentes “são mentiras descaradas” e que sabia da existência delas há meses, mas admite ter errado.
"Eu sabia que eles tinham essas gravações, e eles estavam me chantageando com isso sempre que eu tinha um problema com Damon Wayans", explica Crawford. Esses problemas supostamente incluíam a recusa de Wayans em comparecer a ensaios de roteiro ou filmar em certos locais, incluindo igrejas.

“Quando o incidente aconteceu, eu tive que pagar metade do meu salário por aquele episódio, eu tive que passar seis semanas na terapia de controle de raiva todos os dias no meu horário de almoço, e tive que ser escoltado para um guarda de segurança. Foi humilhante”.
"Eu tive uma atitude terrível e me arrependi no momento em que aconteceu. Eu explodi. Eu deveria ter só ido ao meu trailer? 100 porcento. É o que eu fui instruído a fazer quando houvesse um problema - você vai sentar no seu trailer e trancar a porta e tirar um cochilo. Hollywood é muito sensível, então eu não deveria ter gritado e berrado, certo, porque é um monte de flores delicadas por lá.”
Depois que as primeiras notícias sobre o seu comportamento apareceram na mídia, ele teve uma conversa com o presidente do estúdio, Peter Roth, que o fez chegar à conclusão que o problema realmente era entre Wayans e ele.
"Ele disse: 'Clayne, eu não posso prometer que posso salvar seu emprego, mas o que posso dizer é que você tem que fazer um anúncio público se desculpando com Damon Wayans'", relatou Crawford. “Eu fiquei tipo ‘que diabos? Peter, por que eu pediria desculpas publicamente porque eu e ele tivemos uma briguinha no set?’ E ele disse, 'Clayne, essa declaração me diz que você não quer voltar... Se eu fosse você, eu olharia seus filhos e sua esposa nos olhos, você precisa tomar uma decisão'”.
Por fim, Crawford afirmou só estar indo a público agora pois “toda vez que eles falam sobre o programa, eles usam a minha imagem e o meu nome para promoverem o show”, o que pode manchar a sua reputação na indústria.
A 3ª temporada de Lethal Weapon (Máquina Mortífera) retorna para as terças-feiras da FOX no dia 25 de setembro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Bottom Ad

Leitores Anônimos

Pages